Tidal elimina plano Premium e divide plano HiFi em dois

- Publicidade -

E nos Estados Unidos há uma versão gratuita… com anúncios.

Se nos acompanham, decerto já terão reparado na quantidade de vezes que falámos no serviço de streaming de música Tidal, muito principalmente devido ao facto do serviço ser oferecido com os tarifários Yorn.

Ora, os tarifários Yorn ofereciam até aqui a modalidade Premium do serviço, e não o Hi-Fi, algo que se explica devido aos preços praticados pela plataforma. E é pouco provável que alguma vez algum utilizador se tenha queixado.

Mas hoje tudo mudou. O plano Premium acabou e o plano HiFi foi dividido em dois, passando a existir a versão HiFi e a versão HiFi Plus. Quer dizer que os assinantes do plano Premium foram automaticamente migrados para a versão HiFi. E existem algumas diferenças.

Para já, uma “qualidade de som sem perdas”, neste caso até 1411 kbps. E podem também fazer streams das vossas músicas favoritas em todos os vossos dispositivos compatíveis com o TIDAL Connect, sem quaisquer problemas nem perda de qualidade. O preço deste plano é de 6,99€/mês, havendo ainda o plano Family para até seis contas individuais por um preço total de 10,49€/mês e a versão estudantes que custa somente 3,49€/mês.

Depois temos o HiFi Plus. É caro para o preço normal (13,99€/mês), mas promete uma qualidade de som ainda melhor, neste caso até 9216 kbps. É neste plano que têm acesso a áudio de Qualidade Master, Dolby Atmos e Sony 360 Reality Audio.

Porém, o mais interessante deste plano nem é a qualidade de som, mas sim a forma como promete pagar aos artistas. Uma das novidades são os “Pagamentos Diretos a Artistas“, em que até 10% do valor da vossa subscrição será direcionada para os artistas que mais ouvem. Já em 2022 estará disponível outra novidade, “Royalties Gerados por Fãs“, em que os artistas que ouvem são pagos de acordo com os vossos hábitos de streaming. Em todo o caso, é pena que somente este plano, e logo o mais caro, inclua estas novidades a favor dos artistas.

De resto, a outra novidade nem está disponível por cá, uma vez que é exclusiva nos Estados Unidos, mas vale a pena a referência: pela primeira vez, o TIDAL aposta numa versão gratuita… com anúncios, pois claro.

Resta saber como é que a concorrência irá reagir perante estas novidades. Recorde-se que o Spotify ainda está para lançar uma versão com áudio de melhor qualidade, algo que foi anunciado em fevereiro.

- Publicidade -
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Foi em 2019 que Lisboa teve um primeiro autocarro elétrico ao serviço da cidade

Trata-se de um veículo que assinala um marco na história da CARRIS.

Makro vai abrir um marketplace que estará disponível para todos os clientes

Mesmo para aqueles que não têm acesso às lojas físicas.

3 razões para jogar em casinos online

Se avaliarmos friamente as duas tipologias de casinos, excluindo a vertente social, a versão online tem efetivamente mais vantagens para os jogadores.