Volta a comparticipação de testes COVID, mas somente se forem prescritos pelo SNS

- Publicidade - trk
- Publicidade -

O Governo comparticipa o custo de teste até um valor máximo de 10€.

No início de maio, o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, admitiu que os testes à Covid-19 realizados nas farmácias e nos laboratórios poderiam voltar a ser gratuitos, isto, claro, se a pandemia se agravasse. E a verdade é que a comparticipação de testes está mesmo de regresso.

De acordo com a Portaria n.º 151-B/2022, dedicada ao “Regime excecional e temporário de comparticipação de testes rápidos de antigénio (TRAg) de uso profissional“, pode ler-se que “importa garantir o acesso e a realização de Testes Rápidos de Antigénio (TRAg) de uso profissional, prescritos no Serviço Nacional de Saúde (SNS)”. Ou seja, os testes gratuitos estão de volta, sim, mas é preciso ter receita.

Para terem acesso a essa prescrição, podem, por exemplo, ligar para a linha Saúde 24, que já o faz de forma automática. Mas isto somente é válido para pessoas com autoteste positivo à Covid-19.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Linha do Oeste vai ser finalmente modernizada

A capacitação da Linha do Oeste, até Caldas da Rainha, possibilitará a redução do tempo de viagem entre Caldas da Rainha – Lisboa e Torres Vedras – Lisboa em cerca de 30 minutos.

Stormzy fora do NOS Alive 2022. Horários já estão disponíveis

Está naquela altura de fazer escolhas.

Governo vai avançar com aeroportos no Montijo e em Alcochete. O de Lisboa é para fechar

O do Montijo, que será complementar, deverá estar pronto em 2026. Já o de Alcochete, que substituirá o de Lisboa, estima-se que entre em funcionamento em 2035.