fbpx

Festival Terras sem Sombra começa já este mês

O Terras sem Sombra começa a 26 de Janeiro na Vidigueira e conta com quase 50 atividades, entre concertos, conferências, visitas ao património e ações de salvaguarda da biodiversidade em 13 cidades: Vidigueira, Serpa, Monsaraz, Valência de Alcântara, Olivença, Beja, Elvas, Cuba, Ferreira do Alentejo, Odemira, Barrancos, Santiago do Cacém e Sines.

A edição de 2019 tem, como país convidado, os Estados Unidos, e traz a Portugal intérpretes do outro lado do Atlântico, assim como uma programação variada, Estão previstas estreias de alguns dos mais importantes compositores americanos da atualidade.

Espanha está bem presente, nesta edição do festival, que inaugura em Portugal o ciclo de eventos de Mostra Espanha 2019, a convite do Governo espanhol.

Mas são os autores e intérpretes portugueses que assuem protagonismo, com nomes como Ana Telles, a Orquestra Clássica do Sul e o maestro Rui Pinheiro, Sofia Diniz, Fernando Miguel Jalôto ou Nuno Lopes.

Neste ano, a panóplia patrimonial dá atenção a aspetos tão diversificados como o fabrico artesanal do pão, a aprendizagem do Cante ou as tradições relacionadas com os astros, com a sua observação noturna como pano de fundo.

Quanto à biodiversidade, será possível acompanhar o elevador de peixes da barragem de Pedrógão, participar na festa do mundo rural, entrar nas águas portuárias de Sines para conhecer a vanguarda da aquacultura, ou, ainda, percorrer a maior mancha de monumentos megalíticos da Europa, em Valência de Alcântara.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,783FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
630SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Festicket Live é a nova plataforma para live streaming de concertos

O objetivo da Festicket Live é claro: juntar fãs e artistas em bons momentos, mas para que também estes últimos possam ser remunerados.

Concertos de Bill Callahan em Portugal foram cancelados

Eram três espetáculos que ficaram agora sem efeito.

Concertos Drive-in em Portugal? Sim. O primeiro acontece já esta semana

É uma realidade que começa a ganhar alguma forma na Europa, pelo que Portugal também teria de testar este formato.

Está decidido. Não há festivais de música até final de setembro

NOS Alive, Super Bock Super Rock, MEO Sudoeste, Paredes de Coura, Vilar de Mouros, entre outros. Nenhum deles irá realizar-se nas datas originalmente previstas.
- Publicidade -

Mais Recentes