Festival Terras sem Sombra começa já este mês

- Publicidade -

O Terras sem Sombra começa a 26 de Janeiro na Vidigueira e conta com quase 50 atividades, entre concertos, conferências, visitas ao património e ações de salvaguarda da biodiversidade em 13 cidades: Vidigueira, Serpa, Monsaraz, Valência de Alcântara, Olivença, Beja, Elvas, Cuba, Ferreira do Alentejo, Odemira, Barrancos, Santiago do Cacém e Sines.

A edição de 2019 tem, como país convidado, os Estados Unidos, e traz a Portugal intérpretes do outro lado do Atlântico, assim como uma programação variada, Estão previstas estreias de alguns dos mais importantes compositores americanos da atualidade.

Espanha está bem presente, nesta edição do festival, que inaugura em Portugal o ciclo de eventos de Mostra Espanha 2019, a convite do Governo espanhol.

Mas são os autores e intérpretes portugueses que assuem protagonismo, com nomes como Ana Telles, a Orquestra Clássica do Sul e o maestro Rui Pinheiro, Sofia Diniz, Fernando Miguel Jalôto ou Nuno Lopes.

Neste ano, a panóplia patrimonial dá atenção a aspetos tão diversificados como o fabrico artesanal do pão, a aprendizagem do Cante ou as tradições relacionadas com os astros, com a sua observação noturna como pano de fundo.

Quanto à biodiversidade, será possível acompanhar o elevador de peixes da barragem de Pedrógão, participar na festa do mundo rural, entrar nas águas portuárias de Sines para conhecer a vanguarda da aquacultura, ou, ainda, percorrer a maior mancha de monumentos megalíticos da Europa, em Valência de Alcântara.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Ravasqueira aposta na biodiversidade para um futuro mais verde

No ano passado, a produtora lançou os vinhos Encantado Tinto e Branco, que pretendem transmitir ao consumidor a paixão que a marca tem pela natureza e pela ligação à vinha, ao montado, à fauna e flora.

Eventos-teste acontecem em Braga no final de abril

Foi o que disse a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, em entrevista à SIC.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Balada para Sophie, banda desenhada portuguesa, vai ser adaptada a série pela Universal

IDW anunciou a adaptação de cinco títulos de banda desenhada para várias plataformas, e uma é da autoria do português Filipe Melo.

Concerto dos Backstreet Boys em Lisboa está esgotado

Agora só mesmo através de um passatempo... ou mercado em segunda mão.