fbpx

Sugestões da Netflix: Documentários para ver no Dia Internacional do Jazz

Hoje é um dia especial para os amantes de música, em particular de música Jazz.

O dia 30 de abril comemora o Dia Internacional do Jazz desde 2012, data instaurada pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) que pretende celebrar este género pelo “seu papel diplomático de unir pessoas em todos os cantos do globo“.

A influência do jazz é inegável, quer noutros géneros e subgéneros musicais e pela importância social e cultural.

Também para celebrar este dia, a Netflix tem algumas propostas bem interessantes para dar a conhecer o Jazz, a sua história e algumas das pessoas mais importantes da indústria musical.

What Happened, Miss Simone?

What Happened, Miss Simone? é um documentário cheio de material inédito e nunca antes visto sobre Nina Simone.

Mais do que artista, Nina Simone foi também uma importante ativista pelos direitos civis dos negros norte-americanos, com uma vida preenchida de episódios e outras personagens conhecidas.

https://www.youtube.com/watch?v=moOQXZxriKY

Chasing Trane

John Coltrane foi um dos saxofonistas mais importantes da história do Jazz, com uma obra que influenciou o género e até o rock como o conhecemos hoje.

Chasing Trane é um documentário de 2016 que mistura material de arquivo e entrevistas, contando ainda com Denzel Washington a dar voz a Coltrane em alguns segmentos.

Nat King Cole: Afraid of the Dark

Neste documentário composto por entrevistas e imagens de arquivo fornecidas por Maria Cole, vamos poder acompanhar a vida de Nat Kig Cole, que, a certa altura, foi a única estrela televisiva de cor em Hollywood.

Graças à sua voz e talento, King Cole, também ele considerado um dos maiores ícones do jazz, foi capaz de derrubar barreiras raciais e de marcar a história.

Sinatra: All or Nothing at all

Talvez um dos nomes mais reconhecíveis da historia da música, Frank Sinatra foi também um dos artistas mais influentes e populares do século passado.

Neste documentário vamos poder acompanhar a vida e carreira de Sinatra, através da memória dos seus amigos e familiares.

Keep On, keepin’on

Este documentário destaca-se dos restantes por se focar em quatro anos da vida de Clark Terry, num episódio que conta a relação de mentoria entre uma lenda de Jazz e um jovem prodígio do piano, Justin Kauflin, que é, por sinal, cego.

Keep On, keepin’on apresenta-nos um registo mais dramático e real, com altos e baixos, nesta interessante relação entre duas gerações ligadas pelo talento musical.

Estas são só algumas sugestões da plataforma de streaming para conhecerem mais um pouco da história do jazz. E com o inicio do mês de maio já ao virar da esquina, podem clicar no seguinte link para conhecer todo o conteúdo original que chega já nos próximos 30 dias.


 

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,788FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
630SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Crítica – Enola Holmes

Enola Holmes oferece uma agradável e refrescante visão de uma franchise que pode ter ganho um novo futuro.

Crítica – The Devil All The Time

The Devil All The Time pode não ser indicado para aqueles que têm uma visão muito pessoal sobre a religião. Já para outros será um filme que tardará a desaparecer da memória.

Circle Jerks estream-se em Portugal em julho do próximo ano

A novidade foi avançada pela promotora Hell Xis Agency.
- Publicidade -

Mais Recentes