A Sony vai produzir um filme de One Punch Man

OK.

One Punch Man
- Publicidade -

Em tempos de pandemia, quando há filmes a sofrerem atrasos de produção e de estreias, a Sony escolheu revelar o plano de dar vida a Saitama, numa adaptação do extremamente popular herói de mangas e anime, One Punch Man.

A notícia é avançada pela Variety, que partilha alguns detalhes desta produção cinematográfica, dando a conhecer que Scott Rosenberg e Jeff Pinkner, os argumentistas do filme Venom, vão ser os responsáveis desta adaptação.

Para já é tudo o que se sabe, não havendo datas, realizador ou elenco associados ao projeto, a não ser a Arad Productions, responsável por quase todos os filmes da Marvel fora da MCU, excepto pelo primeiro Iron-Man e os filmes de Spider-Man.

One Punch Man foi criado em 2009 por um artista japonês conhecido como ONE, em formato de Web-comic, e, mais tarde, teve direito a uma versão em manga, bem como a um anime que popularizou o herói no mundo ocidental.

One Punch Man acompanha as desventuras de um indíviduo de imenso poder, Saitama, que procura um oponente à sua altura, capaz de sobreviver a um simples murro.

Fonte:Variety
- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

Dragon Ball Super: Super Hero é o nome do novo filme

Foi revelado o teaser que anuncia esse mesmo nome, bem como um primeiro olhar ao design de algumas personagens.

1618 é o filme português mais premiado de sempre

1618 ainda não tem data de estreia em Portugal, dada a pandemia em curso.

D’Artacão e os Três Moscãoteiros: O Filme nos cinemas a 29 de julho

O filme inspira-se na série icónica dos anos 80.

Crítica – Luca

Luca segue de perto as fórmulas de sucesso dos estúdios da Pixar sem se desviar por caminhos únicos, mas mesmo assim conta uma história cativante com personagens relacionáveis que chegam ao coração dos espectadores.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Streamings da RTP2 e RTP3 passam finalmente para HD

Não, não é Full HD, mas tudo é melhor que o SD.

NOS Wi-Fi vai ser descontinuado em agosto

Estavam a contar com o serviço quando fossem de férias para aceder à Internet? É melhor pensarem em alternativas.