Solar setecentista em Arcos de Valdevez transforma-se num hotel de luxo

- Publicidade -

Um projeto que vai criar 35 postos de trabalho.

Está para muito breve, mais precisamente para abril, a inauguração de um novo hotel de luxo, desta vez em Arcos de Valdevez. A nova unidade hoteleira surge após a transformação do solar setecentista de Requeijo, adquirido na sua totalidade, em 1999, pela Câmara Municipal de Arcos de Valdevez.

À Lusa, o presidente da Câmara, João Manuel Esteves, destacou a “articulação entre a autarquia e o investidor que tornou possível a aquisição e a reabilitação do solar devoluto em hotel de excelência na região”.

A nova unidade hoteleira do grupo Luna Hotels & Resorts, a segunda daquele operador turístico em Arcos de Valdevez (já possui na zona o Luna Arcos Hotel, uma unidade hoteleira de quatro estrelas), é composta por 27 quartos e suites, sendo que 12 desses quartos estão localizados no edifício principal do solar, classificado como Imóvel de Interesse Público e construído em finais do século XVII. Os restantes 15 quatros foram criados nos terraços do solar, um imóvel complementar, de estilo contemporâneo, ligado ao principal por passagens subterrâneas.

O investimento neste projeto foi de 4,1 milhões de euros, indo criar 35 novos postos de trabalho. Na verdade, o grupo Luna Hotels & Resorts está atualmente a contratar, como podem constatar neste link.

- Publicidade -
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Partilhar o Xbox Game Pass com família e amigos vai ficar mais fácil

A nova opção do Xbox Game Pass já está disponível em alguns territórios.

Região Viseu Dão Lafões vai construir 36 quilómetros de novas ciclovias e apostar num sistema público de bicicletas partilhadas

A candidatura "Mobilidade Suave em Viseu Dão Lafões", no valor de quase 5 milhões de euros, foi aprovada pelo Centro 2020.

God of War Ragnarok recebe um curto vídeo dedicado ao combate

Segundo os produtores, vamos poder “brincar com a comida”.