Rede Expressos não vai funcionar durante a proibição de circulação entre concelhos

Ficam avisados.

Rede Expressos concelhos
- Publicidade -

Apesar da proibição de circulação entre concelhos, que vai estar em vigor de 30 de outubro a 3 de novembro, existem várias exceções que permitem a circulação dos cidadãos. Contudo, parece que nem todas as empresas de transportes vão estar em funcionamento durante esses dias.

É o caso da Rede Expressos, que anunciou a supressão de toda a sua atividade. “A determinação do Governo de não autorizar a circulação de pessoas entre concelhos, com exceções muito específicas, impede que a Rede Expressos possa realizar a sua operação de uma forma normal”, avançou em comunicado a empresa de transporte público rodoviário.

A empresa informou que “todos os passageiros que adquiriram antecipadamente os seus bilhetes poderão ser reembolsados ou revalidá-los sem custos”, no âmbito do cancelamento de viagens entre as 00h de sexta-feira e as 06h de 3 de novembro. Deverão fazer essa revalidação até às 18h do dia 29 de outubro, nas bilheteiras onde foram adquiridos os bilhetes. Para revalidarem um bilhete adquirido em canais online, devem enviar um email.

Após a madrugada de 3 de novembro, espera-se que a atividade seja normalizada. Atualmente, a Rede Expressos opera as marcas Rede Expressos, Renex, Mundial Turismo e Citi Express.

- Publicidade -

1 Comentário

  1. E os estudantes não interessam para nada, há deslocações imperativas por motivos de frequências/exames na universidade, e não tem como ir,
    isto é tudo a troco de grandes interesses, vergonhoso.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Rede Expressos volta a transportar passageiros para Espanha

A reserva dos bilhetes deve ser feita através do site oficial ou app.

Rede Expressos ajusta oferta devido ao novo confinamento

Se for o caso, devem fazer a respetiva revalidação (sem custos) para uma nova data.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

LENNA. Nova marca aposta em sapatos vegan, sustentáveis e feitos em Portugal

Na verdade, trata-se de uma fusão entre alpercatas e ténis. E é bem provável que tenhamos aqui a sensação do verão.