O rato mais popular da Razer agora em formato mini

Para os jogadores com mãos pequenas.

Razer DeathAdder V2 Mini
- Publicidade -

O Razer DeathAdder V2 é uma das adições mais recentes ao catálogo da Razer que apareceu para atualizar um dos modelos mais populares e acessíveis da marca.

Ratos há muitos e os de gaming tendem a ser demasiado grandes para algumas mãos. De forma a colmatar a falta de ratos mais confortáveis para quem fica facilmente com a mão cheia, a Razer apresenta agora o Razer DeathAdder V2 Mini, que, como o nome indica, é mais pequeno que o modelo normal, que, só por acaso, já vendeu mais de 10 milhões de unidades em todo o mundo.

É ultraleve, pesando apenas 62g, e mais pequeno, com menos 4mm de comprimento e 5mm de largura que o modelo normal. São ligeiras diferenças que prometem uma utilização mais confortável para um grande número de jogadores.

O novo rato inclui também uma série de funcionalidades para quem quer um pouco mais de precisão apesar da sua acessibilidade, como a durabilidade até 70 milhões de cliques e uma resolução de 8500 DPIs. E, como não podia deixar de ser, conta com iluminação Razer Chroma.

O novo rato Razer DeathAdder V2 Mini já está à venda na loja online da Razer e noutras lojas por um preço recomendado de 59,99€.

Fonte:Razer
- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Fórmula 1 – Grande Prémio de França com furos na estratégia da Mercedes

A Fórmula 1 voltou ao circuito Paul Ricard com a edição de 2021 do Grande Prémio de França e, se durante os treinos e qualificação, ficou a ideia que os Pirelli podiam sair furados novamente, afinal foi a estratégia da Mercedes que saiu feita em pedaços. No fim, quem festejou foi a Red Bull: vitória de Max Verstappen e 3º lugar para Sergio Pérez.

Mais antiga praça de touros de Portugal dará lugar a um centro cultural

O projeto é da Zaratan, uma associação de arte arte sediada em Lisboa.

Rede regional dos Açores vai ter nove novos percursos pedestres

Os municípios e juntas de freguesa têm agora 12 meses para implementar os traçados aprovados.