Quinta do Bill, Fernando Daniel e Luís Franco Bastos no primeiro trimestre do próximo ano no Teatro Virgínia

- Publicidade -

Torres Novas começa 2023 com grandes artistas nacionais.

A agenda cultural dos primeiros três meses do próximo ano para o Teatro Virgínia, em Torres Novas, já foi revelada, e traz a variedade que tem habituado os habitantes da cidade nos últimos tempos. Gostando de música, comédia, teatro ou dança, os cidadãos torrejanos terão muito por onde escolher no primeiro trimestre de 2023.

Janeiro abre com música. Diretamente vindos da cidade vizinha, Tomar, os Quinta do Bill sobem ao palco dia 7, em formato sinfónico, com a participação de duas bandas filarmónicas do concelho: a Banda Filarmónica da Sociedade Musical União e Trabalho e a Banda da Sociedade Filarmónica União Pedroguense. A noite de 14 de janeiro está reservada ao circo e à dança, com o espetáculo Simulacro, um exercício de intimidade, repetição e resistência interpretado por Margarida Montenÿ e Carminda Soares. Uma semana depois, dia 21, há stand up comedy no Teatro Virgínia, com Diogo, o solo mais pessoal de sempre de Luís Franco-Bastos. Ainda em janeiro, a companhia portuguesa Teatro Meridional, dirigida artisticamente por Miguel Seabra e Natália Luiza, promete deslumbrar no dia 27 com a produção Do deslumbramento.

Em fevereiro, a dança é a primeira arte a subir ao palco, logo no dia 3, com o projeto Em dois, de Roberto Olivan para a Companhia Instável. Segue-se um concerto em acústico de Fernando Daniel, um dos artistas pop nacionais mais relevantes da atualidade, no dia 11, no âmbito do Festival Montepio Às Vezes o Amor. O dia 18 de fevereiro terá sessão dupla: a peça Não há duas sem três, escrito e interpretado por Catarina Requeijo, vai estar no palco do Teatro Virgínia; enquanto no palco do Teatro Maria Noémia, em Meia Via, estará o humorista Tiago Almeida, onde irá testar texto, juntamente com alguns convidados. Aldo Lima, Inês Castel-Branco, Inês Sá Frias e José Pedro Gomes dão vida à peça A Estudante e o Sr. Henrique, uma comédia que promete divertir os torrejanos na noite de 25 de fevereiro.

Março começa com Dan Livingstone, cantor e guitarrista canadiano conhecido pela sua voz potente e expressiva, no dia 4. Segue-se, no dia 11, o projeto de dança Galochas, da coreógrafa Martina Griewank Ambrózio, direcionado ao público infantil. A personalidade que dá nome ao teatro terá uma peça biográfica no cartaz, mais propriamente dia 18: Virgínia, de Pedro Marujo e Vera Santana. O primeiro trimestre termina com Duas pessoas & uma ilha sozinha, de Ondjaki, uma peça encenada pelos irmãos Diogo Binnema e Dinis Binnema e interpretada pelo Grupo Teatro Juvenil do Virgínia.

Haverá, ainda, as habituais sessões de cinema do Cineclube de Torres Novas, com destaque para obras portuguesas como Cesária Évora (dia 12 de janeiro), Daniel e Daniela (dia 7 de fevereiro), No País de Alice (28 de fevereiro), e um especial destaque para a segunda edição de Música e Cinema, com uma sessão de cinema musicado pelo Conservatório de Música do Coral Phydellius

Os bilhetes estarão à venda a partir de segunda-feira, dia 12 de dezembro, nos locais habituais: bilheteira local (segunda a sexta-feira das 11h às 13h e das 14h às 18h30), pontos aderentes FNAC e Worten, e online.

Fotografia: Bernardo Casanova

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes