Qobuz é o novo serviço de streaming de música a chegar a Portugal

- Publicidade - trk
- Publicidade -

Ainda não conseguimos perceber no que se diferencia da concorrência…

Spotify, Apple Music, TIDAL, Amazon Music, Deezer... Estes são alguns dos serviços de streaming de música mais conhecidos em Portugal, embora os mais utilizados acabem por ser os primeiros três. Ora, eis que desde o passado mês de maio ficou disponível uma nova plataforma no nosso país: Qobuz, um serviço que foi criado em 2008.

Nesse ano, o objetivo era projetar no universo musical online aquilo que os amantes da música e discófilos prezam: a qualidade sonora, a qualidade da documentação e a liberdade de escolha fundamentais e inquestionáveis. De acordo com os responsáveis, o Qobuz foi o primeiro serviço do mundo a vender a qualidade de CD 16-Bit/44,1 kHz para download, em todo o seu catálogo. O Qobuz foi também o primeiro serviço do mundo a propor o streaming com qualidade de CD 16-Bit/44,1 kHz. E o Qobuz foi também o primeiro site do mundo a negociar com os produtores e com as grandes editoras e as independentes ficheiros em Hi-Res 24-Bit.

Os criadores dizem ainda que o Qobuz foi o primeiro serviço do mundo a disponibilizar o streaming Hi-Res 24-Bit. Hoje em dia, o próprio TIDAL e o Apple Music já o fazem.

Quais são as vantagens do Qobuz?

De acordo com o site oficial, o Qobuz tem mais de 240.000 álbuns em qualidade de áudio Hi-Res, número que está constantemente a aumentar. A plataforma oferece mais de 80 milhões de músicas com qualidade de CD sem perda sonora. E é mesmo aqui que o Qobuz aposta: na qualquer de som.

Somente está disponível um plano. Trata-se do Studio, que oferece tudo aquilo que já referimos, além da qualidade de streaming de estúdio (FLAC 24-Bit acima de 192 kHz) e escuta offline. O preço? 10,99€/mês ou 107,88€/ano. Há ainda um período experimental de 30 dias grátis sem compromissos, para que possam decidir se o Qobuz vale o dinheiro.

De facto, o Qobuz não complica, uma vez que somente oferece um plano (que dá para dividir com outra pessoa ou com a família) que permite o acesso à melhor qualidade áudio possível. O preço em si até é simpático e fica mais em conta que o TIDAL HiFi Plus, que custa 13,99€/mês. É uma diferença considerável. Mais barato ainda fica o Apple Music, que também oferece a mesma qualidade de áudio e preços de 3,49€/mês (estudantes) e 6,99€/mês (plano individual).

Além disso, o Qobuz fica a perder no catálogo: o site oficial diz que tem mais de 80 milhões de faixas, ao passo que Tidal e Apple Music contemplam mais de 90 milhões de músicas nos seus catálogos.

Tendo em conta o nome já estabelecido dos concorrentes, provavelmente será difícil este serviço de streaming de música ter sucesso em Portugal, agradando somente a um nicho em específico.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Nova Grande Rota em Portugal apresenta percurso circular com 280 quilómetros

Ou seja, é perfeita para os adeptos de caminhadas e BTT.

Análise – Nebula Solar Portable

Um projetor que pode ser adquirido por menos de 500€. Não pensem duas vezes.

Aeroporto do Porto distinguido como Best European Airport 2022

Aposta no desenvolvimento de rotas permitiu atingir em 2022 valores de conectividade próximos de 2019.