fbpx

Cerca de 80% dos profissionais do cinema português ficaram sem qualquer tipo de retribuição

Os resultados são de um inquérito realizado pela APC aos seus associados.

cinema português

A Academia Portuguesa de Cinema (APC) entregou esta semana à Presidência da República, à Secretaria de Estado da Cultura e ao ICA – Instituto do Cinema e Audiovisual um documento que sintetiza os resultados de um inquérito enviado aos seus associados sobre o impacto da pandemia da Covid-19 no cinema português. Escusado será dizer que os resultados são catastróficos.

De acordo com o mesmo, a generalidade dos inquiridos confirmou que tinha suspendido as rodagens e cerca de 30% não sabe se voltará a rodar. Por outro lado, 80% dos profissionais confirmaram ter a sua retribuição baseada em recibos verdes (65%) ou similares (15%), não podendo por isso recorrer a nenhum dos apoios definidos pelo Governo até à data.

Quanto ao regresso à atividade, depois de passada a pandemia, apenas 57% confirma que planeia regressar. Os restantes não sabem se regressam e há mesmo 3% a informar que deixarão de exercer atividade neste setor.

Na audiência concedida pelo Presidente da República ao Presidente da APC, na passada segunda feira, o produtor Paulo Trancoso manifestou “profunda preocupação quanto ao futuro do setor, caso não sejam acauteladas de imediato medidas de contingência que assegurem a sobrevivência económica individual e financeira das empresas e dos seus colaboradores”.

Assim, as medidas propostas pela APC assentam essencialmente em três pilares:

  • Definição imediata de um Plano de Emergência que assegure a sobrevivência dos profissionais do cinema e audiovisual, para o qual a Academia Portuguesa de Cinema se disponibiliza a colaborar;
  • Concurso relâmpago com verbas para iniciativas online e de burocracia mínima;
  • Regresso às rodagens com equipas reduzidas e cuidados sanitários máximos.

O setor do cinema e do audiovisual emprega direta e indiretamente mais de 20.000 profissionais, entre atores, realizadores, guionistas, argumentistas, técnicos de luz e som e muitos outros.

Fonte:APC
- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,779FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
628SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Science4You lançou para o mercado o primeiro brinquedo do mundo sobre a COVID-19

A nova aposta da marca pretende que os mais novos aprendam sobre o mundo da imunologia e de que forma se podem proteger de vírus, fungos e bactérias, através de várias experiências e ferramentas didáticas.

13.ª Festa do Cinema Italiano vai mesmo realizar-se este ano

Será em novembro, em mais de 10 cidades portuguesas.

Empresa portuguesa vai lançar linha de roupa preparada para a COVID-19

A coleção cápsula GOKÄ irá englobar uma sweat com gola incorporada, que substitui a máscara e filtra a 99%, calças de fato de treino e máscaras.

Empresa portuguesa desenvolve desinfetantes exclusivos contra a Covid-19

A solução surge por parte da Inokem, startup portuguesa de biotecnologia especializada em soluções químicas e biológicas, que se adaptou às exigências do mercado.
- Publicidade -

Mais Recentes

Os estúdios da Bethesda pertencem agora ao Xbox Game Studios

O negócio avaliado em 7.5 mil milhões de dólares conta com algumas das série mais aclamadas da industria dos videojogos.