fbpx

Parece que os portugueses estão a tirar mais tempo de férias de verão

O verão é a época preferida do ano para desfrutar de férias. O bom tempo é fundamental para as deslocações de milhares de pessoas para a praia, campo ou cidade. As férias escolares ajudam ao espírito. Naturalmente, este é um período que permite um descanso mais prolongado. E, de acordo com o Observador Cetelem, nos últimos anos tem vindo a aumentar o tempo médio de férias dos portugueses no verão. Se há dois anos não chegava às duas semanas, este ano atingirá as duas semanas e meia. Este valor resulta dos 44% de inquiridos que apontam para um descanso de duas semanas e dos 38% que gozarão de um mínimo de três semanas de férias.

O Observador Cetelem Férias 2018 analisou os hábitos dos portugueses relativamente ao período que reservaram para as férias grandes. E verifica-se que a duração média tem aumentado nos últimos anos. Se em 2016 o tempo de descanso era um pouco inferior a duas semanas (1,8 semanas), no ano passado cresceu até acima das duas semanas (2,2) em 2018 continuou a aproximar-se das três semanas (2,4, de acordo com os dados registados pelo estudo).

Do total dos portugueses que vão fazer férias de verão, 82% destinam para o efeito pelo menos duas semanas de férias. Este resultado é consequência da elevada percentagem de inquiridos que espera desfrutar um mínimo de três semanas de férias (38%) enquanto 44% planeiam exatamente duas semanas. Já 16% indicam que não gozará mais que uma semana. Apenas 2% dos portugueses que responderam ao inquérito não sabem ainda quanto tempo descansarão.

Refira-se que os inquiridos que não pretendem sair do país são aqueles que marcaram mais tempo de descanso – 86% aponta um mínimo de duas semanas (46% planeia mesmo duas semanas). Quando as férias são fora de casa, mas no estrangeiro, o tempo médio de estadia é inferior, pois 31% dos inquiridos apontam para apenas uma semana de descanso, enquanto 40% preveem uma duração de duas semanas.

Questionados sobre a sua preferência, os portugueses continuam a ter nas praias o destino de eleição para esta época, de acordo com as menções de 69% das pessoas. Já o campo merecerá a atenção de 30%, enquanto 28% dos portugueses preferem visitar uma cidade no decorrer deste período.

Por este ser um período que, tendencialmente, oferece longos dias de bom tempo, torna-se mais fácil viajar, em busca das melhores e menos movimentadas praias, das paisagens montanhosas ou planícies, ou até dos castelos e monumentos mais belos e históricos. Também por isso, 81% dos inquiridos que responderam ao estudo do Observador Cetelem referem que aproveitarão as suas férias para sair de casa e dar uma escapadinha mais ou menos prolongada.


 

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,783FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
630SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Oeiras já tem uma praia pet friendly

Contudo, os donos dos patudos têm de seguir uma série de regras.

Governo impõe medidas de prevenção e controlo da infeção nas piscinas ao ar livre

Um novo despacho veio determinar o funcionamento e utilização de piscinas ao ar livre.

Festas e romarias poderão realizar-se este verão, diz a ministra da Cultura

Foi Graça Fonseca quem o disse em entrevista ao programa Você na TV, na TVI.
- Publicidade -

Mais Recentes

Fonoteca Municipal do Porto tem o maior arquivo sonoro da cidade

Nasceu o maior arquivo sonoro da cidade, com mais de 35 mil discos de vinil.