Portugal pode ficar sem cerveja nas próximas semanas

por Echo Boomer

Depois da greve dos motoristas de matérias perigosas, que quase paralisou o país, eis que uma nova greve, desta vez da Sociedade Central de Cervejas e Bebidas (SCC), pode fazer com que falte cerveja em Portugal nas próximas semanas. E isso não é nada bom, considerando o crescente turismo no nosso país.

À semelhança do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), é o Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal (SINTAB) que reivindica aumentos salariais e progressão na carreira. Pretendem um aumento “na ordem de 4%”, num mínimo de 40 euros, e de 1% no subsídio de turno.

“Afigura-se aqui uma situação de impasse tremendo e vai começar a faltar a cervejinha no mercado. Eles podem ter muito ‘stock’ por agora, mas em dois meses será muito difícil responder às solicitações do mercado, até porque estamos a caminhar para o verão, que é o período de maior consumo de cerveja”, revelou Rui Matias, representante daquele sindicato à agência Lusa.



Para já, sabe-se que a greve irá decorrer durante toda a semana em três períodos diferentes: das 00h às 02h, das 05h às 07h e das 8h30 às 10h30. A adesão à greve é total, ou seja, de 100%.

Diz ainda Rui Matias que “se até às 10:30 de terça-feira não houver nenhuma tentativa de negociação por parte da empresa, os trabalhadores vão também deixar de fazer trabalho suplementar durante todo o ano, até que a empresa os chame novamente para fazer uma negociação séria”.

Ou seja, acabando o trabalho suplementar aos sábados, domingos e feriados, deverá começar a faltar cerveja no mercado no prazo de dois meses.

Também pode interessar

Deixar uma resposta

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: