Pontes de Nisa e Alcoutim estarão construídas até 2025

- Publicidade -

Portugal destinou nove milhões de euros de fundos europeus do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para cada uma destas pontes internacionais.

Aconteceu, esta semana, em Viana do Castelo, a XXXIII Cimeira Luso-Espanhola, onde os respetivos primeiros-ministros de Portugal e Espanha, António Costa e Pedro Sánchez, assinaram acordos de cooperação bilateral. E um deles é muito importante, pois diz respeito à construção das pontes sobre os rios Sever (entre Nisa e Cedillo), e Guadiana (Alcoutim e Sanlucar de Guadiana).

No caso da ponte sobre o rio Sever, vai ligar o município de Nisa, no Alentejo, a Cedillo, na Extremadura espanhola, e inclui mais de 12 quilómetros de vias rodoviárias que permitirão reduzir 85 quilómetros no percurso que atualmente é preciso fazer por estrada entre as duas localidades.

Já a ponte sobre o Guadiana vai unir Alcoutim, no Algarve, com Sanlúcar de Guadiana, na Andaluzia, permitindo reduzir o percurso em 70 quilómetros em relação ao que é possível fazer hoje.

Este projeto insere-se na eurorregião EUROACE, que abrange o espaço geográfico do Alentejo, Centro de Portugal e Extremadura, onde residem mais de três milhões de pessoas, o que equivale a 6% da população peninsular.

Quanto a custos, Portugal destinou nove milhões de euros de fundos europeus do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para cada uma destas pontes internacionais e os concursos para a construção das duas infraestruturas já foram lançados pelas autoridades portuguesas.

As novas pontes deverão estar construídas até 2025.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes