Património Mundial em risco, pela primeira vez, em 3D no Google Arts&Culture

- Publicidade -

A parceria entre o Google Arts&Culture passa a permitir a qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, visitar e conhecer em 3D e com elevado detalhe património da humanidade em risco, incluindo alguns locais encerrados ao público, como os famosos templos da cidade de Bagan em Myanmar.

Com tecnologia moderna, podemos registar estes monumentos com elevado detalhe, incluindo a cor e a textura das superfícies juntamente com a geometria 3D registada pelos scanners a laser e com uma precisão de milímetros. Estes scanners podem também ser utilizados para identificação de áreas danificadas e apoiar nos esforços de restauração.

Nesta nova exposição online, é possível a qualquer pessoa explorar as estórias de mais de 25 locais icónicos, dispersos por 18 países em todo o mundo, incluindo o palácio Al-Azm danificado pela guerra em Damasco na Síria ou a antiga metrópole Maia de Chichen Itza no México. Para muitos destes locais, a Google desenvolveu modelos 3D que permitem a qualquer pessoa um olhar a partir de qualquer ângulo através do novo visualizador Google Poly 3D do Google Arts & Culture.

Ao longo dos últimos sete anos, a gigante tecnológica fez parcerias com 1,500 museus de mais de 70 países para disponibilizar online as suas colecções e colocar o património cultural mundial na ponta dos seus dedos. É a primeira vez que colocam património e locais em 3D na plataforma.


- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes