Oito dicas a adotar para tornar o teletrabalho numa realidade mais segura

São formas de evitar riscos em casa e, também, de manter a família feliz.

coronavírus
- Publicidade -

Antes da pandemia ninguém ouvia falar, ou falava, de teletrabalho. Quanto muito, promovia-se o trabalho remoto, mas numa vertente mais orientada para freelancers ou para quem, simplesmente, tinha a possibilidade de trabalhar a partir de casa ou em qualquer parte do mundo.

Porém, a pandemia veio mudar tudo isso. Se, antes, trabalhar a partir de casa era uma exceção, hoje em dia tornou-se uma prática generalizada. Aliás, mesmo quando tudo isto passar, são muitas as empresas que vão continuar a promover o teletrabalho.

Afinal de contas, permite poupar imenso tempo aos trabalhadores: existe uma maior flexibilidade, é possível ter mais tempo disponível para a família e ninguém tem de enfrentar as caóticas filas de trânsito. Além disso, acabamos por ficar com disponibilidade para fazer outras coisas, como jogar no Bet.pt Casino, conhecido pela variedade de jogos oferecidos, podendo garantir muitas horas de diversão e lazer. Mas nem tudo são rosas.

O teletrabalho trouxe novos desafios e riscos às famílias. Vários são os casos de trabalhadores que confessam estar a trabalhar muito mais agora que não saem de casa. Com isso, a vida profissional acaba por “atropelar” a vida pessoal, prejudicando o tempo livre que se passa em família.

Contudo, muitos dos problemas que surgiram com o teletrabalho podem ser facilmente solucionados. Basta mudar rotinas ou adotar pequenas estratégias. Vamos às dicas?

1. Tornar o vosso espaço de trabalho mais seguro

Nenhum ambiente é mais familiar do que o de casa e isso leva-nos, muitas vezes, a ignorar alguns riscos. Portanto, comecem por analisar a divisão onde trabalham e outros locais da casa onde passam mais tempo.

Seguidamente, convém otimizar os espaços e a disposição de equipamentos, mobiliário e outros objetos para aumentar a segurança. Devem, também, fazer algumas adaptações e ajustes de modo a prevenir pequenos acidentes, como quedas. Além disso, e para que o vosso espaço de trabalho fique o menos confuso possível, assegurem-se que conseguem manter o chão sem cabos soltos. E não caiam na tentação de verificar os emails no smartphone ao mesmo tempo que caminham de um lado para o outro.

2. Protejam os equipamentos

O facto de manterem os vossos equipamentos protegidos de acidentes não é só uma garantia de que têm as ferramentas necessárias para fazerem o vosso trabalho, mas também uma segurança adicional para a vossa casa. Desta forma, diminuem drasticamente o risco de curto-circuitos e incêndios. Portanto, usem somente os equipamentos estritamente necessários e cuidem deles com todo o carinho possível.

3. Verifiquem as soluções de proteção mais adequadas

Se trabalham por conta de outrem, deverão saber que o vosso seguro de acidentes de trabalho aplica-se a qualquer local onde estão a exercer a atividade, seja no escritório ou em regime de teletrabalho. Mas isso não é assim tão linear.

É necessário que a vossa empresa formalize, junto do segurador, a vossa mudança de regime laboral e a morada da vossa residência, onde passam a trabalhar.

4. Mantenham as costas direitas, façam alongamentos e caminhem

Como deverão saber, posturas incorretas vão acabar por causar, ao longo do tempo, dores crónicas de coluna. A forma como estão sentados em frente ao computador também é considerada uma fonte de stress, ansiedade e depressão.

Assim, e de modo a prevenir estes cenários, devem optar por transformar o vosso ambiente de trabalho num espaço ergonómico. Queremos com isto dizer que devem, por exemplo, utilizar uma cadeira ergonómica e uma secretária ajustada à vossa altura (a posição dos braços deve manter-se nos 90°); elevar o ecrã à altura dos olhos para evitar uma tensão excessiva no pescoço e coluna; e sentarem-se com as costas direitas, evitando estar com a cara muito próxima do monitor e usar um apoio de pés.

Para além de tudo isto, recomenda-se que façam pausas regulares, de 5-10 minutos cada, para que possam realizar alguns exercícios de alongamento do corpo, uma vez que ajuda a aliviar o stress acumulado do corpo. Desta forma, conseguem também descansar a vossa visão da exposição prolongada ao ecrã.

E claro, para quem passa muito tempo sentado, é fundamental praticar atividade física ou desporto. Podem fazê-lo dentro de casa ou nas imediações da vossa residência – só têm de ser criativos.

5. Distingam a casa do escritório

Não é propriamente fácil, mas fica o desafio: criem um espaço exclusivo para o trabalho. Desta forma, não só conseguem concentrar-se ao máximo, como acaba por existir uma “separação” entre a esfera familiar e profissional.

Caso não tenham um escritório em casa, devem considerar “criar” uma divisão em casa para o efeito.

6. Sejam disciplinados com os blocos de horários que definirem

Como referimos no início, o facto de estarmos em casa pode levar a que façamos horas a mais, e isso faz com que acabemos por saltar pausas ou acabar uma ou outra tarefa fora de horas. Para evitar que estas exceções se tornem a regra, é importante que se autodisciplinem, cumprindo blocos de horários ajustados às vossas necessidades e exigências familiares.

Recomendamos, por isso, que definam bem a vossa agenda e uma hora limite onde desligam o computador e passam a dar atenção à família ou a hobbies vossos.

7. Criem estratégias em família

Embora tentemos fazer o nosso melhor, a verdade é que a gestão perfeita do tempo em teletrabalho somente é possível com o esforço e compromisso de toda a família. Isto quer dizer que devem definir, juntamente com quem vive convosco, as necessidades diárias de cada um em termos de rotina, pois só assim conseguem otimizar todo o vosso tempo.

8. Mantenham-se em contacto

Estamos numa era em que existem mil e uma formas de comunicar, portanto, devem tirar proveito dessas tecnologias. Na prática, isto quer dizer que podem trabalhar “mais perto” dos vossos colegas, mesmo que à distância.

Comuniquem com eles através de aplicações de chat e emails, mas façam também videochamadas. Dessa forma, acabam por manter a “proximidade” com todos os restantes trabalhadores. E é também uma maneira de combater o isolamento do teletrabalho e fomentar o espírito de equipa entre todos.

Sim, trabalhar a partir de casa vai continuar a ser um grande desafio. Porém, com estas nossas dicas, sentir-se-ão mais confortáveis e motivados a desempenhar as vossas funções da melhor forma possível.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,987FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
784SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Teletrabalho: A lista de ferramentas úteis para começarem já a utilizar

Com a pandemia de COVID-19, que exigiu o isolamento social presencial, o teletrabalho assumiu uma importância acrescida em todo o mundo.

Cinco vantagens de soluções cloud para teletrabalho e mobilidade

Esta é uma altura em que estamos a viver, em todo o planeta, a maior experiência de trabalho à distância.

Portugueses querem ficar em casa no pós-pandemia

É o que diz uma consulta da FIXANDO realizada junto de 1300 empresas. Afinal, entre tanta coisa má, há que retirar ilações positivas desta pandemia.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Capcom revela tabela de desempenho de Resident Evil Village nas consolas

Para que não tenham dúvidas de como vai correr.

A magia está de volta em novos sets LEGO Harry Potter

São oito novos conjuntos para construir e brincar.

Lidl aposta na produção nacional com primeiro vinho vegan certificado

Criado a partir da combinação das castas Alicante Bouschet, Aragonez e Syrah, o vinho Indelével Vegan Tinto Regional Alentejano caracteriza-se por apresentar uma cor rubi, aromas de frutos vermelhos maduros e por um sabor suave, quente e equilibrado.