Oeiras vai ter bicicletas partilhadas no início de 2023

- Publicidade -

Resta saber de que operadora.

Foi no início de março que o concelho de Oeiras começou a receber as trotinetes partilhadas da Link. Desde então, estes veículos têm registado uma procura acentuada devido aos benefícios ambientais, aliados à facilidade de transportes e deslocação rápida, justificando-se a aposta do município de Oeiras enquanto solução de mobilidade urbana.

Assim, e ainda este mês, arranca o processo de transformação de Mobilidade no concelho de Oeiras, através do funcionamento de uma rede de 200 pontos de partilha de trotinetes elétricas, dispersos por todo o território municipal.

Para prevenir que as mesmas sejam um constrangimento nas ruas, a Parques Tejo, empresa municipal que gere o estacionamento em Oeiras, vai ser ativa na fiscalização do cumprimento das regras, que obrigam a que este meio de transporte seja estacionado no respetivo espaço, devidamente identificado.

Já no início de 2023, será implementado o primeiro sistema de bikesharing (partilha de bicicletas) em Oeiras. Serão cinco estações espalhadas ao longo da Ciclovia Empresarial, que liga Paço de Arcos aos parques empresariais da Quinta da Fonte e Lagoas Park. Não se sabe, porém, de que operadora serão estes veículos.

Pretende-se que durante o próximo ano o conceito seja alargado a todo o território, partilhando os “pontos Move”.

Por último, ao nível das infraestruturas, está identificada a necessidade de ampliar a rede de ciclovias já existente em cerca de 50 km, sendo que muitos dos necessários projetos já evoluíram para a fase de projeto de execução.

Atualmente, o concelho de Oeiras dispõe de uma rede de ciclovia de 17 km (1,5 km correspondem à ciclovia da Medrosa ainda em obra).

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes