Oceanário de Lisboa comemora 20 anos com novos espaços de loja, restaurante e cafetaria

- Publicidade -

O Oceanário de Lisboa está com os olhos postos no futuro. No âmbito da sua missão de sensibilizar para a sustentabilidade do oceano e de promover a sua conservação, o Oceanário assumiu o compromisso de, em três anos, 95% dos produtos da loja serem sustentáveis. Nesse sentido, criou o movimento #SEATHEFUTURE que tem como objetivo redesenhar o futuro do oceano, passando pela proteção do capital natural marinho através de uma sociedade ativa na promoção de um consumo sustentável e na alteração de comportamentos.

O Oceanário de Lisboa, juntamente com a Fundação Oceano Azul, inauguraram os novos espaços de loja, restaurante e cafetaria, reforçando o seu posicionamento e materializando um compromisso de futuro.

Aquele que começou por ser uma das maiores atrações da Expo’98 eternizou a relação da cidade de Lisboa com o mar, tendo vindo a tornar-se num dos equipamentos culturais mais visitados em Portugal e uma referência internacional para o conhecimento e a conservação do oceano.

O Oceanário de Lisboa pretende assumir um papel ainda mais relevante na educação e proteção do oceano, não só apresentando uma experiência de visita ainda mais coerente com a sua missão, como promovendo a sensibilização e incentivo aos visitantes para uma mudança de comportamentos, por um futuro melhor.

#SEATHEFUTURE

 

O Oceanário de Lisboa é um dos equipamentos culturais mais visitados em Portugal e uma referência internacional para o conhecimento e a conservação do oceano. Conta com mais de 23 milhões de visitantes de 185 países diferentes desde a sua abertura e foi eleito o Melhor Aquário do Mundo pelo TripAdvisor em 2015 e em 2017. No ano passado, recebeu 1,3 milhões de visitantes, registando o melhor ano de sempre.

Em 2015, a Sociedade Francisco Manuel dos Santos adquiriu o capital social da Oceanário de Lisboa SA, assumindo o compromisso de criar uma Fundação dedicada aos temas do mar, doando o Oceanário de Lisboa a esta instituição. A promessa cumpriu-se e nasceu a Fundação Oceano Azul, uma instituição internacional que pretende ajudar Portugal a exercer um papel de liderança na agenda europeia e mundial dos temas ligados ao mar.

Integrado na Fundação Oceano Azul, o Oceanário de Lisboa vive uma nova realidade financeira na qual a totalidade dos lucros do equipamento são reinvestidos na conservação e na literacia azul. Só em 2017, o Oceanário de Lisboa impactou mais de 168 mil crianças e adultos nas atividades educativas e financiou 10 projetos de conservação num total de 200 mil euros.

Foi ainda criado o “Fundo para a Conservação dos Oceanos”, com uma cotação de 100 mil euros, para projetos de conservação de raias e tubarões, e lançada a primeira grande campanha publicitária em Portugal de sensibilização para a conservação do oceano, intitulada “O que não acaba no lixo, acaba no mar”.


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Lisboa: a cidade mais feliz

O Top 5 do iVisa's Happiest Cities Index 2022 deixa Lisboa à frente de cidades como Barcelona, em Espanha, Atenas, na Grécia, Roma, em Itália, e Sidney, na Austrália.

Infraestruturas de Portugal tem duas hipóteses para reduzir tempo de viagens entre Lisboa e Faro

Ou se melhora a atual linha do sul ou, então, se procede à construção de uma nova linha de alta velocidade.

Há duas novas lojas da Carris em Lisboa pensadas para seniores

São lojas temporárias e estarão em funcionamento até 15 de novembro.

easyJet lança 13 novas rotas e reforça a capacidade em oito destinos a partir de Lisboa

Torna-se, assim, a companhia aérea número 2 em Lisboa.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

easyJet põe à venda bilhetes para 14 novas ligações

Entre estes voos, há uma nova rota para Rennes.

Iberdola coloca em funcionamento, no distrito de Setúbal, a sua primeira central fotovoltaica em Portugal

A Algeruz II produzirá energia limpa suficiente para abastecer mais de 11.000 casas e evitar a emissão de 13.400 toneladas de CO2 por ano.