Obras de modernização da via e catenária da Linha de Cascais vão finalmente avançar

- Publicidade -

Se não se registarem mais atrasos, as obras estarão concluídas no final de 2024.

A intervenção foi hoje, 6 de dezembro de 2022, consignada ao consórcio formado pelas empresas FERGRUPO – Construções Técnicas Ferroviárias e Comsa, pelo valor de 31.590.000,00€, e contempla a migração do atual sistema de eletrificação de 1,5 kV em corrente contínua para 25 kV em corrente alternada, com a substituição integral da catenária existente entre as Estações de Cais do Sodré (inclusive) e Cascais (exclusive).

Este investimento é desenvolvido no âmbito do projeto de Modernização da Linha de Cascais que a IP – Infraestruturas de Portugal está a executar e é cofinanciado pelo POSEUR no âmbito do Portugal 2020.

Tendo como principais objetivos promover serviços de transporte mais eficientes e ambientalmente sustentáveis, o projeto envolve a realização de trabalhos ao nível de:

  • Catenária e Via: Empreitada hoje consignada;
  • Configuração das vias nas Estações de Algés, Oeiras, Carcavelos, São Pedro e Cascais, instalação da nova ligação nascente ao Parque de Material Circulante de Carcavelos, e instalação de novos desvios em plenas vias existentes (Santos, Belém e Santo Amaro): Empreitada hoje consignada;
  • Construção de uma Subestação de Tração Elétrica (SST) em Sete Rios para a alimentação da Linha de Cascais: em curso;
  • Sinalização Eletrónica – Instalação de um novo sistema de sinalização e de um sistema de controlo de velocidade do tipo European Train Control System (ETCS) de Nível 2: Empreitada em curso;
  • Implementação de Sistemas de Videovigilância e Informação ao Público: Concursos em preparação;
  • Beneficiação de Estações e Apeadeiros, intervenções em Passagens de Nível (PN) e nos atravessamentos de Nível em Estação/Apeadeiro: Concursos em preparação;
  • Instalação de um feeder (cabo de alimentação) entre a SST de Sete Rios e a Linha de Cascais: Concursos em preparação.

Convém salientar que estas obras, se não registarem mais atrasos, cujo prazo é de 730 dias, estarão finalizadas no final de 2024, três anos depois do previsto face ao prazo original, uma vez que, quando as obras foram calendarizadas, previa-se a conclusão dos trabalhos para o último trimestre de 2021.

No entanto, e mesmo com as obras finalizadas no final de 2024, só em 2026 é que novos comboios começarão a circular nesta linha. De acordo com o ECO, a Linha de Cascais irá receber 34 das 117 novas unidades elétricas que a CP vai adquirir, por 819 milhões de euros.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes