O Jameson Urban Routes começa para a semana

- Publicidade - trk
- Publicidade -

A 12ª edição do Jameson Urban Routes acontece de 23 a 27 de outubro no Musicbox Lisboa com um total de oito sessões que percorrem as tendências da música urbana. Os bilhetes variam entre 12€ e 22€ e podem ser adquiridos em bol.pt e nos locais habituais.

A programação desta edição traz ao clube nocturno do Cais do Sodré estreias nacionais, lançamentos de discos e sessões de clubbing com produtores de referência internacionais e nacionais.

Damien Jurado apresenta o seu mais recente disco, The Horizon Just Laughed, no dia 23 de outubro, juntando-se ao cantautor norte-americano Sean Riley, projecto a solo de Afonso Rodrigues, que lançou este ano o seu álbum de estreia California.

Os Mão Morta, vértices máximos do rock nacional, dão a conhecer alguns dos temas que vão integrar o seu próximo disco na segunda sessão do festival, no dia 24 de outubro.

Na mesma sessão, a carne funde-se com o aço com Author & Punisher, projeto do engenheiro Tristan Shore que está a revolucionar o termo “industrial” com as suas Drone Machines. O one-man band acaba de lançar o seu sétimo álbum de estúdio, Beastland.

No dia 25 de outubro, a produção musical lusófona está em destaque com o concerto de lançamento do segundo disco dos portugueses Keep Razors Sharp, conhecido como Overcome. oS Boogarins juntam-se ao quarteto nacional nesta sessão em que vinga a psicadelia e as sonoridades pós-rock e shoegaze. A sessão de clubbing desse dia junta Anna Prior, DJ e baterista dos Metronomy, Palms Trax, produtor e DJ da mui recomendável editora Dekmantel e DJ Lynce.

No dia 26 de Outubro, B Fachada celebra o décimo aniversário do EP Viola Braguesa, revisitando esta importante peça da música portuguesa com novos arranjos. Maria, projeto a solo de Maria Reis (Pega Monstro), junta-se ao cantautor português nesta sessão.

No mesmo dia, o misterioso ícone da música electrónica do Gana Ata Kak faz a sua estreia nacional, numa sessão que partilha com os pesquisadores e divulgadores da música africana CelesteMariposa e Irmãos Makossa. Desde a reedição do álbum Obaa Sima em 2015 pela editora Awesome Tapes From Africa que a música de Ata Kak se tornou numa seleção obrigatória nas pistas de dança por todo o mundo, chegando agora a vez de a ouvir ao vivo em Portugal.

O último dia do festival, dia 27 de outubro, marca o regresso dos dinamarqueses Iceage que apresentam, em estreia na capital, o seu quarto disco de estúdio Beyondless, lançado em maio de 2018.

A primeira parte desta sessão é assegurada pelo trio punk rock das Caldas da Rainha, Palmers.

O hip-hop está em destaque na sessão que encerra o festival com o produtor e DJ francês Brodinski, que lançou este ano MATRIX, EP que resulta da colaboração com o MC de Atlanta Hoodrich Pablo Juan, DarkSunn, produtor, DJ e fundador do colectivo Monster Jinx, e Mike El Nite, que faz o aquecimento da noite com um DJ set.


- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Música – Álbuns essenciais (janeiro 2022)

A primeira seleção de 2022 está aí e já temos um forte candidato a álbum do ano!

Festival Afro Nation anuncia novos nomes, entre os quais Chris Brown

A pré-venda dos bilhetes começa dia 27 de janeiro.

Ouve aqui o tema principal de The Batman

Michael Giacchino revela ao mundo a sua versão do tema do Batman.

Os 50 melhores álbuns de 2021

Após um 2020 que obrigou todo o mundo a ficar por casa, tinha a esperança que isso trouxesse muita diversidade de álbuns de qualidade. A minha intuição estava correcta, de facto!
- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Santa Catarina Sushi Bar. O novo restaurante do Chiado tem tudo para conquistar

Além de sushi, há ainda tacos e ceviche, num restaurante super agradável e que vai ao encontro daquilo que os clientes procuram.

Já podem ter uma party night no Mex Factory

O que significa já podem jantar naquele espaço inserido no icónico LX Factory.

Faro e Oeiras avançam com primeiros contratos PRR para 163 casas

Em Faro, o investimento estimado é de 8,2 milhões de euros, ao passo que, em Oeiras, o investimento é de 19,4 milhões de euros.