Novo teste rápido à COVID-19 promete a mesma fiabilidade dos testes PCR, mas a um fração do tempo e do custo

A obtenção de resultados é conseguida em cerca de 45 minutos, podendo este tempo ser reduzido para 25 minutos no caso da deteção por fluorescência em laboratório.

- Publicidade -

A ALS Life Sciences Portugal, em parceria com o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), lança esta semana um inovador kit de diagnóstico in vitro para a Covid-19, o kit ALS SARS-CoV-2 RT-LAMP, desenvolvido e produzido integralmente em Portugal. Apresentando elevados níveis de sensibilidade (96%) e de especificidade (98%) este kit permite realizar os testes a uma fração do custo (embora o preço não tenha sido divulgado) e do tempo exigidos pelos convencionais PCR, garantindo semelhante qualidade no diagnóstico.

O kit ALS SARS-CoV-2 RT-LAMP é um dispositivo médico de diagnóstico in vitro (CE-IVD) que utiliza a tecnologia de amplificação rápida de ácidos nucleicos RT-LAMP para a deteção de SARS-CoV-2 diretamente a partir de amostras do trato respiratório superior de indivíduos com ou sem suspeita de COVID-19, sem necessidade de extração de RNA pelos métodos convencionais. O kit deve ser utilizado por profissionais de saúde e técnicos de laboratório devidamente treinados.

O kit utiliza a técnica RT-LAMP, combinando a amplificação isotérmica de determinadas regiões do genoma viral à sua deteção por colorimetria ou, alternativamente, por fluorescência emitida por um agente fluorescente intercalante do DNA. As regiões alvo escolhidas são regiões altamente conservadas do genoma do SARS-CoV-2, correspondentes aos genes NSP3 e N.

Este novo kit com a tecnologia RT-LAMP (teste molecular rápido de amplificação de ácidos nucleicos) destaca-se por ser mais rápido que a alternativa PCR em tempo real, e mais simples quanto ao processo de implementação, dispensando a utilização de um aparato laboratorial complexo, dado ser realizado a temperatura constante. Adicionalmente, o kit oferece a possibilidade de interpretação visual de resultados por alteração de coloração, com uma performance equiparável ao método de referência PCR.

A obtenção de resultados é conseguida em cerca de 45 minutos, permitindo a deteção de pelo menos 10 cópias/uL de RNA viral SARS-CoV-2, podendo este tempo ser reduzido para 25 minutos no caso da deteção por fluorescência em laboratório.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Supermercados Mercadona do distrito de Setúbal são os primeiros a largar as moedinhas dos carrinhos

Auchan, Intermarché, Lidl, Continente, Aldi... todos usam carrinhos de compras. No distrito de Setúbal, a Mercadona vem mudar isso.

Yorn repete tradição e volta a dar mais gigas de roaming

Acontece o mesmo todos os anos. E ainda bem.