Nova trilogia de O Exorcista vai chegar ao cinema

E imagine-se, vai contar com a participação de Ellen Burstyn, que entrou no filme original de 1973.

- Publicidade -

Depois do que aconteceu com a saga Halloween, que a Blumhouse ressuscitou em 2018, com o primeiro filme da nova trilogia a ser uma sequela direta do filme original de 1978, e ignorando todos os outros, parece que mais estúdios estão a tentar o mesmo. Para já, o início desta semana ficou marcado pela novidade de que a Universal Pictures e o serviço de streaming Peacock, em parceria com a Blumhouse e a Morgan Creek, adquiriram, num acordo de mais de 400 milhões de dólares, os direitos para a existência de uma nova trilogia da saga O Exorcista.

E tal como no caso de Halloween, o mesmo irá acontecer com a franquia Exorcist: a nova trilogia ignora todos os filmes existentes, à exceção do original, de 1973, pelo que as longas-metragens serão uma sequela direta deste clássico do terror.

Mas há mais detalhes. O realizador da trilogia será David Gordon Green – sim, o mesmo homem responsável pela realização dos novos filmes Halloween – e sabe-se ainda que Ellen Burstyn, a lendária atriz que protagonizou o original The Exorcist, estará de volta no papel de Chris MacNeil.

De resto, o plano para esta nova trilogia é que o primeiro filme seja exibido no grande ecrã em outubro de 2023, ao passo que as restantes duas longas-metragens poderão estrear na plataforma Peacock. Esperemos que, por essa altura, o serviço já se tenha expandido para muitos outros países.

Fonte:Variety
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Crítica – In the Earth (MOTELX)

Não é um filme que surpreenda na sua estrutura, mas é cativante e prende-nos durante todo a jornada.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Os diplomas e certificado escolares vão passar a registar as atividades, iniciativas e projetos dos alunos

Desta forma, cada estudante verá reconhecido o seu percurso escolar em todas as dimensões.

Onde investir, a que indústrias prestar mais atenção e quais evitar ainda em 2021

Qualquer investidor principiante cometerá os seus erros no mercado de ações. Mas isso é perfeitamente normal.