NOS Alive 2018 | Snow Patrol – Até se esforçaram, mas o público não aderiu

Apesar de terem lançado, em 1998, o primeiro álbum de estúdio, foi somente em 2003, com o lançamento de Final Straw, que os Snow Patrol começaram a dar nas vistas e a ser falados além Reino Unido e Estados Unidos. Foi, desse álbum, que saíram os sucessos “Chocolate” e “Run”, que, mais tarde, viria a ganhar uma conhecida cover por parte de Leona Lewis.

É bastante complicado definir os Snow Patrol em 2018. Pode-se dizer que beneficiaram do facto da pop britânica estar no seu auge no começo do novo milénio. Se Final Straw era o primeiro disco com sucesso dos britânicos, Eyes Open ainda o foi mais, tendo-se tornado no álbum que mais vendeu no Reino Unido em 2006. “You’re All I Have”, “Hands Open”, “Open Your Eyes” e o mega sucesso “Chasing Cars”, ainda mais popularizado por ter aparecido na série Anatomia de Grey. Mas o que parecia ser uma carreira auspiciosa dos Snow Patrol rapidamente esfumou-se graças aos bloqueios criativos do vocalista Gary Lightbody.

Poderíamos definir os Snow Patrol como one-hit wonder, bandas apenas conhecidas por aquela música que passava na rádio. A sorte deles, porém, foi que conseguiram fazer um punhado de bons temas em cada álbum que ficaram conhecidos. Porém, esse é também um problema, uma vez que, se apenas esses punhados de temas forem conhecidos do público, eles ficam reféns das suas próprias canções. E, no decurso de uma carreira na área musical, há que conseguir fazer um álbum onde todas as canções sejam boas. Infelizmente, não foi o caso dos Snow Patrol, e isso notou-se no concerto da passada quinta-feira.

Com novo álbum lançado este ano – Wilderness, que chegou somente sete anos após Fallen Empires -, a banda aproveitou para mostrar “Don’t Give In” e “Empress”, do novo registo, mas já sabia que teria de jogar as cartadas para conseguir as atenções de um público adormecido. Lá o conseguiram, especialmente com “Run” e “Chasing Cars”, mas, de resto, a atuação da banda serviu apenas para entreter a malta enquanto não chegavam os Arctic Monkeys.

Gary Lightbody parecia – ou pelo menos disfarçava bem – feliz pelo regresso a Portugal. Sempre simpático e bem-disposto, foram somente 11 as músicas que interpretou. Um concerto curtinho, mas que pode deixar antever o concerto que vão dar no próximo ano no Campo Pequeno. Esperemos que tenham mais sorte.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,076FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
653SeguidoresSeguir

Relacionados

Trivium regressam a Portugal em 2021

Será que vão ter novamente o cantor Toy como convidado especial?

Crítica – Relic

Relic é um daqueles típicos filmes de horror que dividem críticos e audiências um pouco por todo o mundo.

Música: Álbuns essenciais (outubro)

Há poucos paralelismos com o mês de setembro, na medida em que tudo estava controlado até meio do mês.

Análise – Gears Tactics

A série Gears troca o caos imersivo da guerra na terceira pessoa por batalhas táticas e cerebrais numa nova perspetiva. Mas mantém todos os outros ingredientes que a definem intactos.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Chamadas de valor acrescentado têm os dias contados

A proposta do PAN foi aprovada no Orçamento do Estado para 2021 e não teve votos contra.

Lewis Hamilton, Dua Lipa e outros transformam-se em jogadores virtuais no modo VOLTA de FIFA 21

O que quer dizer que irão defrontar e jogar com estas personalidades.

Crónica dos Bons Malandros. Série estreia na RTP a 2 de dezembro

Depois do livro e do filme, uma série de oito episódios. Marco Delgado, Maria João Bastos, Rui Unas, Joana Pais...