fbpx

Nirvana. Concerto “Live and Loud” chegou ao YouTube

Os sobreviventes da banda, Dave Grohl e Krist Novoselic, já tinham anunciado no passado mês de julho que o mítico concerto Live and Loud, que serviu de promoção ao terceiro e último álbum In Utero, e que é, também, considerado um dos melhores dos Nirvana, ia finalmente ficar disponível em vinil e nas plataformas de streaming. Pois bem, chegou o dia.

A quase totalidade do concerto já pode ser visto no YouTube. Dizemos “quase totalidade” porque a cover de “The Man Who Sold the World”, original de David Bowie, não foi carregada oficialmente para o canal dos Nirvana.

O espetáculo, gravado a 13 de dezembro de 1993 no Pier 48, em Seattle, mostra os quatro elementos – Kurt Cobain, Krist Novoselic, Dave Grohl e Pat Smear – a darem tudo, como se aquele fosse um dos últimos concertos. E bem sabemos que, infelizmente, os Nirvana não iriam durar muito mais tempo.

Entre as 17 canções tocadas, encontramos faixas como “Radio Friendly Unit Shifter”, “Pennyroyal Tea”, “Scentless Apprentice”, “All Apologies” e “Endless, Nameless”.

Se tiverem interesse no vinil, podem adquiri-lo aqui.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,779FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
629SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Mayra Andrade no Coliseu do Porto – Um regresso pleno de brilho

Foram quase duas horas de um espetáculo emotivo, intenso e de grande partilha.

IDLES vêm apresentar novo álbum a Portugal em junho de 2021

E para isso nada melhor que um concerto em nome próprio, claro.

YouTube vai permitir anúncios no meio de vídeos mais curtos

Os anúncios fazem tão parte do YouTube como os próprios vídeos. Agora, a plataforma vai permitir que se possa mostrar anúncios no meio dos vídeos.
- Publicidade -

Mais Recentes

King C. Gillette. Nova marca apresenta-se como a “mais completa de produtos para homens com pelo facial”

A nova marca da P&G inclui 11 produtos essenciais para aparar, barbear e cuidar do pelo facial.

A Amazon lançou um novo Fire Stick e atualizou um dos já existentes

Mas há um problema: a Amazon não está a enviá-los para Portugal.