Nestlé inaugurou a sua remodelada sede em Linda-a-Velha

Pensado em 2018 e iniciado em 2020, o projeto de remodelação foi totalmente desenvolvido para ser sustentável, quer durante a sua construção, quer agora na sua utilização.

- Publicidade -

A Nestlé acaba de inaugurar o seu novo campus em Linda-a-Velha, no concelho de Oeiras. Este projeto, que transformou totalmente o interior e o exterior de um edifício construído em 1994, teve ainda como premissa potenciar o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos colaboradores, tendo ainda como âncora a promoção da diversidade e inclusão entre os cerca de 1000 colaboradores de 43 nacionalidades diferentes e num perfeito equilíbrio de género, 50% de mulheres e 50% de homens.

No edifício não existem gabinetes individuais e o desenho dos novos espaços contempla um aumento da área útil de utilização, através da otimização das infraestruturas, garantindo uma maior amplitude das zonas colaborativas, uma melhor circulação e um maior distanciamento entre postos de trabalho.

É precisamente para potenciar uma experiência de trabalho ágil e flexível que todo o edifício trabalha por ligação Wi-Fi, permitindo uma ligação contínua independentemente do local onde o colaborador se encontre. Nas novas salas de reunião, a experiência de trabalho ficou também mais digital com as projeções de ecrã a poderem ser feitas também por Wi-Fi, sendo que a reserva dessas salas é agora feita a partir de um gestor digital que se encontra à entrada de cada uma delas. Para partilha de informação entre todos os colaboradores, o novo edifício está ainda equipado com um circuito de TV corporativa, com monitores em todas as áreas comuns e uma ledwall na receção do novo Campus.

Existem ainda espaços para trabalhar de forma isolada e concentrada, com seis silent areas, 21 cocoons e phone booth e várias áreas comuns e zonas de convívio, cada uma delas equipada com coffee points, onde estão presentes todas as marcas de café que a Nestlé desenvolve em Portugal – Nespresso, Nescafé, Nescafé Dolce Gusto, Buondi, Sical, Tofa e Christina. Este remodelado edifício mantém ainda o seu conceito pet-friendly, em que os colaboradores podem trazer para o trabalho os seus animais de companhia.

Neste novo Campus é ainda possível trabalhar ou reunir no jardim – onde foram construídas áreas de escritório ao ar livre – ter aulas de ioga ou desenvolver uma horta biológica, já instalada no espaço exterior. Por forma a potenciar um maior equilíbrio traballho-família, sempre que necessário, os colaboradores podem ainda deixar os seus filhos na kid’s area.

Desenvolvido sob uma “Visão Verde” este novo espaço é ainda pioneiro na obtenção das certificações LEED e WELL (em curso), a primeira em Portugal a distinguir um projeto de remodelação. A certificação LEED premeia a sustentabilidade das opções tomadas em termos da configuração dos espaços interiores e exteriores, eficiência hídrica e energética, seleção de materiais e qualidade do ambiente. Já ao nível do bem-estar dos seus ocupantes, a certificação WELL reconhece a criação de postos de trabalho ergonómicos, flexíveis e diversificados, além do fomento da atividade física e da disponibilização de serviços médicos e iniciativas promotoras da saúde física e mental dos colaboradores.

A sustentabilidade ambiental do edifício é um reflexo dos compromissos que a Nestlé assume no caminho para a neutralidade carbónica que quer atingir até 2050. Esta cultura de respeito e preservação do ambiente está bem evidenciada no processo de transformação do edifício e manifesta-se nos materiais usados, na modernização das infraestruturas, na reutilização dos materiais previamente existentes e também nas alterações introduzidas no sistema de iluminação, na climatização automatizada e na instalação de painéis solares, permitindo poupanças substanciais nos consumos de energia e uma redução de pelo menos 300 toneladas por ano das emissões de CO2.

Este novo Campus é ainda um dos pontos centrais de um grande projeto de transformação da frota automóvel da Nestlé para veículos 100% elétricos e híbridos. Para apoiar este projeto, que ficará totalmente concluído até 2024 com um total de 465 veículos com esta tecnologia, a Nestlé está a dotar o Campus com 48 carregadores elétricos para apoiar a frota nesta transformação.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Nestlé anuncia novo plano para mitigar os riscos de trabalho infantil na produção de cacau

As comunidades produtoras de cacau enfrentam grandes desafios, incluindo pobreza rural generalizada, aumento dos riscos climáticos e falta de acesso a serviços financeiros e infraestruturas básicas, como a água, cuidados de saúde e educação.

Nestlé quer todos os seus cafés provenientes de cultivo sustentável até 2025

Atualmente, a Nescafé e Nescafé Dolce Gusto asseguram 85% e 90%, respetivamente, de café proveniente de cultivo sustentável. As marcas Buondi, Sical, Tofa e Cafés Christina asseguram 89%.

Chocolates Smarties passam a chegar ao mercado em embalagens de papel reciclável

É a primeira marca global de chocolates a fazê-lo.

Nova iniciativa da Nestlé tem o objetivo de apoiar a Rede de Emergência Alimentar

Estão envolvidas nesta campanha todas as marcas de café da Nestlé.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Microfone Fifine K658 – O go-to se queres começar no mundo do streaming ou podcasts

É o microfone que precisas para fazer o teu podcast andar para a frente, até porque de lado não capta bem o áudio.

Setúbal vai ganhar, em breve, mais de 2500 lugares de estacionamento gratuito

Uma cidade que bem precisa, tendo em conta a quantidade de parquímetros existentes.