Queres ir ao Nepal? A The Wanderlust pode ser a tua guia de viagem

Entre a China e a Índia, o Nepal é o resultado da união de 72 comunidades distintas. Com deslumbrantes paisagens montanhosas, nomeadamente a da maior cordilheira, os Himalaias, o país é um local de eleição para os amantes de aventura e natureza.

- Publicidade -

Uma das mais populares atividades do Nepal é o trekking, caminhada de longa duração que, por vezes, implica dormir em diversos locais, em abrigos ou tendas. Em certos locais do Nepal, como nas cordilheiras de Annapurna ou no Everest, é necessária uma licença para praticar esta atividade, que é tratada no destino.

“Os meses de março, abril, outubro e novembro são os mais indicados para fazer trekking devido às temperaturas mais suaves e dias mais secos e solarengos que nesta altura se fazem sentir nas zonas altas do Nepal”, explica Tânia Neves, viajante profissional que lidera grupos a este país, na agência de viagens The Wanderlust. Independentemente das condições meteorológicas, esta é uma atividade que acarreta sempre alguma preparação.

Em termos de roupa, são recomendadas peças quentes, respiráveis e confortáveis. “Camadas” é a palavra de ordem. Um casaco de penas (down jacket), camisas de lã merino, gorro, meias de algodão e luvas são indispensáveis. Sugere-se a utilização de botas de montanha com um bom apoio de tornozelo, para evitar lesões, , e que também sejam impermeáveis, para manter os pés secos e confortáveis nas longas caminhadas.

Para além de roupa adequada, é importante não esquecer alguns acessórios. “Os caminhos do Nepal exigem protetor solar 50+, batom do cieiro e óculos de sol polarizados. Uma lanterna, preferencialmente de cabeça, um cantil de água, papel higiénico, um lençol para colocar no saco cama e toalhitas são igualmente itens que não podem ficar de fora quando estamos a preparar a bagagem para esta viagem. Levar medicação, principalmente para prevenção do mal das montanhas, é imperativo”, aponta Tânia Neves.

Tudo isto deve ser colocado numa mochila com, no máximo, 8kgs a 12kgs, dependendo do peso de cada um.

A próxima viagem orientada por Tânia com destino ao Nepal inclui um percurso de trekking pelos Himalaias, durante cinco dias, que passará junto do antigo reino de Mustang, uma zona que esteve fechada ao público até recentemente. O ponto mais alto do trekking será um templo budista-hindu, a 3710m, perto da sauna que fica a maior altitude do mundo, de acordo com o Guinness. Ao longo do percurso serão feitas paragens em checkpoints, locais de segurança, onde existirá água potável.

O início da experiência está marcado para 6 de outubro e termina no dia 20 do mesmo mês. O custo da inscrição é de 1380€ e pode ser feita até dia 22 de agosto. Há lugar para 11 pessoas.


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

45 apps para levarem em viagem

As aplicações móveis levaram as viagens independentes a um novo nível.

Uber Eats suspende serviço em Águeda, Vila Real de Santo António e Guia

É a primeira vez que a plataforma faz algo do género, ainda que seja uma medida com caráter temporário.

Voos de e para fora da União Europeia proibidos até final de junho

É o que diz um despacho publicado em Diário da República.

Depois dos treinos virtuais e aulas de grupo, Go Fit disponibiliza um guia para continuarmos saudáveis

O guia tem recomendações para ficarmos ativos, para comermos bem, para praticarmos exercícios, entre outros tópicos.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Crítica – The Last Duel

The Last Duel é um drama original e cativante que nos surpreende e nos deixa intrigados com o conflito no ecrã.

Shadow Corridor – Bem vindos ao Tédio

Um jogo de terror demasiado preso à sua fórmula que só é indicado para os amantes de sustos fáceis.

Dicas para reduzir a pegada ambiental

Querem ter uma atitude mais proativa e têm como meta reduzir a vossa pegada ambiental, ao mesmo tempo que poupam na fatura?