NEC fornece sistema de prevenção de catástrofes na Indonésia

por Echo Boomer

Países como a Indonésia vivem sob o elevado risco de sofrerem catástrofes naturais de grandes proporções como estas, que resultam na trágica perda de vidas humanas.

Apesar dos sistemas de prevenção e alerta de terramotos e tsunamis implementados e em funcionamento, a capacidade de avisar e prevenir danos maiores existe sempre. E aqui entra a NEC, a multinacional japonesa de tecnologias de informação, que anunciou durante este mês de fevereiro o fornecimento do seu sistema de prevenção de catástrofes à Agência Meteorológica, Climatológica e de Geofísica da República da Indonésia.

Este sistema de prevenção de catástrofes irá reunir informações de intensidade sísmica e de formação de ondas obtidas a partir de sismómetros recentemente instalados em 93 locais da Indonésia. Os dados serão fornecidos em tempo real através de um sistema de comunicação por satélite (VSAT), a um servidor localizado na sede da Agência Meteorológica, Climatológica e de Geofísica em Jacarta.

A operação vai permitir que a Agência Meteorológica, Climatológica e de Geofísica monitorize constantemente a atividade sísmica e melhore a precisão da análise do epicentro e estimativa de magnitude.

“O sistema da NEC vai contribuir para os esforços na Indonésia de reduzir os danos causados por catástrofes e aumentar a capacidade de lidar com eles, pela apreensão e partilha rápida e precisa, de dados de observação sismológica”, afirma Minoru Hirata, Diretor Geral da Smart Infrastructure Division da NEC Corporation. “Para além disso, a NEC pretende reforçar estes esforços através da proposta de sistemas que sejam capazes de detetar terremotos e fornecer alertas antecipados sobre réplicas relacionadas, bem como sistemas que detetem ondas de tsunami”.

Este sistema terá também a contribuição do governo do Japão, que irá apostar financeiramente para a melhoria de equipamento para a gestão do risco de desastres, cujo arranque está programado para o primeiro semestre de 2018.


 

Também pode interessar

Deixar uma resposta

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: