fbpx

Não, os preservativos usados não devem ser colocados na sanita

Todos sabemos os benefícios de usar preservativos. Desde proteger contra doenças sexualmente transmissíveis, prevenir gravidezes, etc, muitas são as vantagens.

No entanto, há algo que muitos tendem a fazer: colocar os preservativos usados na sanita. A pensar neste problema, a Control e a Águas do Tejo Atlântico desenvolveram uma campanha de sensibilização que foi lançada este mês nas redes sociais.

Enquanto empresa que trata e valoriza as águas residuais, a Águas do Tejo Atlântico tem-se empenhado na divulgação dos materiais que não devem ser colocados na sanita. No caso dos preservativos, podem causar entupimentos nas canalizações de esgotos e, consequentemente, dificuldades no processo de tratamento nas Fábricas de Água.

Dito isto, e de forma irreverente e original, as empresas colocaram nas redes sociais alertas como “Tens a certeza que sabes onde meter”, “Não queremos saber o que fizeste na noite passada” ou “Não deites tudo por água abaixo”, de forma a chamar à atenção para tudo isto.

E quem diz preservativos, fala também noutras coisas que não devem ser colocadas nas sanitas, como cabelos, cotonetes, pensos e tampões, beatas, toalhetes, medicamentos, óleos alimentares e restos de comida.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,779FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
628SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Control recebe uma edição definitiva e versões da nova geração

Apenas a nova versão pode ser atualizada para PlayStation 5 e Xbox Series X.
- Publicidade -

Mais Recentes