Música – Álbuns essenciais (novembro 2021)

Mais uma fornada de álbuns de qualidade e calorosos para aquecer este outono gelado.

- Publicidade -

Quando já parecia ter mais ou menos o meu top 50 de álbuns bem definido, eis que aparece Adele, Houeida Hedfi, Idles, Silk Sonic, Snail Mail e Summer Walker para agitar as coisas. O que vale é que, de acordo com o que tenho visto, dezembro não vai trazer grandes surpresas, logo no máximo devo fazer o artigo para pegar em álbuns que me escaparam durante o ano.

Nos “entretantos”, fiquem com a minha seleção de novembro.

[Álbuns essenciais de outubro]

Adele – 30

Adele 30

Género: Pop/Soul

Ouvir no Spotify

Depois dos 19, 21 e 25, há novo landmark na carreira de Adele: 30!
Apesar do atraso, a qualidade do álbum justifica a longa espera influenciada pela pandemia.

A mezzo-soprano britânica está a crescer a olhos vistos e as temáticas que apresenta neste álbum dão-lhe uma força imensurável. É pop, sim. Mas é também tudo aquilo que o pop precisa de ser para se auto-justificar, isto é, toda a emoção que transporta consigo (que comporta o impacto de um processo de divórcio).

Liricamente falando, 30 consegue superar todos os trabalhos anteriores, contudo, é a instrumentalização dessas letras que distanciam tanto este álbum dos anteriores, tornando-o na obra-mestre da tão bem sucedida carreira de Adele.

Classificação do álbum: ★★★★★

Músicas a ouvir:
> Easy On Me
> Oh My God
> Can I Get It
> I Drink Wine
> Love Is Game

Courtney Barnett – Things Take Time, Take Time

Courtney Barnett Things Take Time Take Time

Género: Indie Rock/Alt-Rock

Ouvir no Spotify

E se vos disser que, até na sua produção mais segura, Courtney Barnett consegue mais um álbum de qualidade exímia? Posso garantir que, apesar de Things Take Time, Take Time, “things are good, are good”.

Se estiverem à procura de um trabalho extremamente inventivo da artista, não vão encontrar uma aventura ao nível de álbuns anteriores, mas fiquem descansados que vão encontrar um repertório recheado de capítulos cativantes com o toque perfeito para o estado de espírito que procuram expor.

Classificação do álbum: ★★★★

Músicas a ouvir:
> Rae Street
> Before You Gotta Go
> Write a List of Things to Look Forward To

Curtis Harding – If Words Were Flowers

curtis harding if words were flowers

Género: Soul

Ouvir no Spotify

Ao contrário do que fui lendo por aí sobre este novo trabalho de Curtis Harding, ainda que concorde com a vertente mais experimental, discordo que If Words Were Flowers não seja material para conquistar novos fãs.

“If words were flowers” o mundo seria um lugar mais belo e surpreendente. Com o álbum If Words Were Flowers, o que disse anteriormente pode estar muito aproximado da realidade. Curtis limitou-se a olhar para o futuro, a fazer o que achou por bem e acerta na arte da sedução, num álbum que delicia qualquer ouvinte amante de música Soul.

Classificação do álbum: ★★★★

Músicas a ouvir:
> Hopeful
> Can’t Hide It
> Where’s The Love
> I Won’t Let You Down

Elbow – Flying Dream 1

Elbow Flying Dream 1 1

Género: Alt-Rock/Art Pop

Ouvir no Spotify

Uma banda que prima por quão maravilhosa é a música que produz está de regresso com mais uma produção que promete encantar todos os que tiverem coração.

Os arranjos musicais são plenos e subtis (com alguma complexidade escondida). Já as letras são aconchegantes e bonitas.

Os Elbow não são material para grandes festivais nem para eletrizar legiões de fãs. São, sim, uma banda para apreciar sentado num anfiteatro, numa viagem de emoções sem igual.

Na minha sincera opinião, 2021 ficou mais bonito com o lançamento de Flying Dream 1.

Classificação do álbum: ★★★★

Músicas a ouvir:
> Six Words
> Red Sky Radio (Baby Baby Baby)
> What I Am Without You

Gov’t Mule – Heavy Load Blues

govt mule heavy load blues

Género: Southern Rock/Blues Rock

Ouvir no Spotify

Heavy Lord Blues é mais uma facada bem aguçada na máxima do “já não se faz música como antigamente”, que deixo aqui para todos os velhos do restelo.

Os Gov’t Mule caminham a passos largos, mas seguros, para os 30 anos de carreira. Ainda que para uma banda tão habituada a compor música junta seja difícil falhar, nem sempre é fácil acertar. Com Heavy Lord Blues somos presenteados com uma viagem sonora gloriosa com muito sabor a Estados Unidos, recheada de faixas cruas e complexas que vão elevar o género Southern Rock, mais uma vez, ao seu pedestal máximo de poder.

Nota particular para a interpretação cheia de emoção de “Ain’t No Love In The Heart Of The City” por parte de Bobby Bland.

Classificação do álbum: ★★★★

Músicas a ouvir:
> Hole In My Soul
> Wake Up Dead
> Make It Rain
> Heavy Load
> Black Horizon

Houeida Hedfi – Fleuves de l’Âme

Houeida Hedfi Fleuves de lAme

Género: Traditional Folk/Contemporary Music

Ouvir no Spotify

Houeida Hedfi é uma artista tunisiana atualmente a viver em Paris e tem neste álbum a sua estreia absoluta, com uma viagem ao folk tradicional de som contemporâneo, 100% instrumental. Não há músicas representantes de uma única cultura, mas sim uma mistura de várias que soa tão plena que poderia ser encarada como verdade absoluta.

Fleuves de l’Âme é como uma caixa de chocolates sortidos, cheia de opções misteriosas com sabores muito distintos. Fugindo da metáfora, os chocolates são as oito faixas deste álbum que se estende ao longo de quase uma hora e os sabores distintos são as diferenças entre cada música.

Cada faixa recebe o seu nome tendo um rio como base, como referência à segurança encontrada no som da água corrente e ao drama sinuoso de cada composição que, por norma, começa pacificamente, antes de evoluir para um dramatismo abrangente brindado de tensão, conflito e resolução.

Vão por mim, este álbum é uma caixa de chocolates que vão querer abrir e consumir lentamente, de forma a prolongar o prazer que é entrar num mundo só vosso, com a ajuda de Fleuves de l’Âme.

Classificação do álbum: ★★★★½

Músicas a ouvir:
Ainda que a minha faixa predileta absoluta seja “Envol Du Mékong”, considero todas elas magníficas e aconselho a ouvir o álbum como um todo, visto que é trabalho fruto de uma perfecionista.

IDLES – Crawler

IDLES Crawler

Género: Punk Rock/Post Punk

Ouvir no Spotify

Os Idles são exímios quando se discute punk e, apesar de ULTRA MONO ter ficado aquém do marketing em torno dele, com este novo álbum a banda volta a posicionar-se no lugar em que pertence.

Crawler é um álbum mais introspetivo, fugindo um bocado da norma mais selvagem da banda. Esta mudança pode não encher as medidas de alguns fãs, mas compensa por ser um trabalho mais coeso e organizado que o predecessor.

Instrospetivo ou não, o caos continua a ser patente de Idles, patente essa que confere o carácter que eleva a banda de Bristol ao nível em que está. Sejamos francos: esta nova abordagem é refrescante e a qualidade é semelhante à dos primeiros dois álbuns.

Resumindo: All hail the kings of punk rock!

Classificação do álbum: ★★★★½

Músicas a ouvir:
> MTT 420 RR
> The Wheel
> Car Crash
> The Beachland Ballroom
> Crawl!
> The End

Margo Cilker – Pohorylle

Margo Cilker Pohorylle

Género: Americana/Folk

Ouvir no Spotify

Uma estreia interessante para Margo Cilker, que quebra algumas barreiras em tão tenra idade dentro do género Americana puro. Refiro-me em concreto às temáticas abordadas pela artista, dado que são de um teor alguns níveis à frente do que a artista devia estar a cobrir no seu primeiro álbum.

É bom saber que algumas normas não precisam de ser cumpridas e que, apesar de Cilker ter uma visão jovem, tem uma alma velha.

Quanto à estrutura do álbum em si, não é surpreendente nem revolucionário, mas é bom e tem uma sonoridade bastante agradável e cativante.

Classificação do álbum: ★★★½

Músicas a ouvir:
> That River
> Flood Pain
> Tehaechapi

Nathaniel Rateliff and The Night Sweats – The Future

Nathaniel Rateliff and The Night Sweats The Future

Género: Folk Rock/Blues

Ouvir no Spotify

The Future é um álbum tão diversificado em abordagens musicais que mais parece uma coletânea. Não obstante, é um bom álbum que transparece a versatilidade e inventividade de uma banda que passou os últimos anos separada.

Não é preciso muito para deduzir que continua a haver coesão entre os seus elementos, mas se dúvida houvesse, basta saltar para a música de fecho do álbum para as dissipar.

O cerne do álbum é o Folk Rock, mas há imensos momentos em que os géneros predominantes balanceiam entre o Soul, o Gospel e Blues. Resumindo, é música para a alma!

Classificação do álbum: ★★★★

Músicas a ouvir:
> Survivor
> Face Down In The Moment
> What If
> Love Don’t

Silk Sonic – An Evening With Silk Sonic

Silk Sonic An Evening With Silk Sonic

Género: Funk/Soul

Ouvir no Spotify

Este álbum é genial pelo simples facto de ter sido extremamente bem arquitetado. Anderson .Paak e Bruno Mars são mestres na sua arte com uma ligação forte ao R&B, soul e funk, sendo que originalmente o género predominante de ambos seja o Rap e Pop, respetivamente. Essa mestria deixava um bom presságio quando o nome Silk Sonic veio à baila e os seus intervenientes foram revelados.

A química entre Paak e Mars é algo digno de ser ver neste primeiro álbum em conjunto, magia pura! E ainda que a base da fórmula seguida pelo duo não seja uma grande novidade, visto que se suporta em sonoridades dos anos 70, a inventividade do duo é inegável.

Juntando a aparente diversão proveniente deste trabalho conjunto, temos um álbum com os ingredientes certos para o sucesso. O melhor é que, no fim do dia, há proveito partilhado, pois Mars consegue o melhor álbum da sua carreira e Paak aumenta o seu leque de géneros.

Relação de win-win num álbum brilhante, não é todos os dias que acontece.

Classificação do álbum: ★★★★★

Músicas a ouvir:
> Leave The Door Open
> After Last Night (ft. Thundercat & Bootsy Collins)
> Smoking Out The Window
> Skate

Snail Mail – Valentine

Snail Mail Valentine

Género: Indie Rock

Ouvir no Spotify

Há três anos, com apenas 18 anos, Lindsey Jordan estreou-se no indie rock de mansinho com Lush e o sucesso foi imediato. Integrou inclusive o meu Top 100 de melhores músicas de 2018 com “Pristine”. Em 2021, volta a surpreender com um álbum que vai muito além da suposta maturidade da artista norte-americana para a sua idade, tal é a confiança e certeza que passa através da sua música.

Após as primeiras reproduções, o aspeto emocional do álbum passa repentinamente do confortável para genuíno e preciso, prendendo-se essencialmente com assuntos do coração.

O conceito está lá, bem como a destreza em tornar uma simples emoção num produto final tão agradável, intenso e com tanta atenção ao detalhe lírico.

Jordan está alguns níveis acima da concorrência dentro da sua faixa etária, e Valentine é uma prova viva disso.

Classificação do álbum: ★★★★★

Músicas a ouvir:
> Valentine
> Ben Franklin
> Forever (Sailing)
> Madonna
> Glory

Summer Walker – Still Over It

Summer Walker Still Over It

Género: R&B

Ouvir no Spotify

O R&B está a explodir novamente graças à nova escola que cresceu a ouvir os clássico da viragem do milénio e há todo um novo estofo porque, apesar dessa ligação com os clássicos, é uma geração que cresceu com outra vivências, logo a abordagem ao género acaba por ser diferente e traz algo fresco para a equação.

Still Not Over it é o segundo álbum de Summer Walker e está extremamente bem conseguido, mantendo a consistência do álbum de estreia. Para além de Summer Walker ser uma storyteller excitante, é bastante honesta ao longo das suas letras introspetivas, tornando mais fácil a missão de cativar os seus ouvintes.

Como se não bastasse, Still Not Over traz uma série de colaborações de luxo que puxaram este álbum ainda mais para cima. Apesar de se estender ao longo de mais de uma hora, a vibe é fantástica, dando a sensação que cada minuto a ouvir este álbum é bem empregue e que este parece mais curto do que é, na realidade.

Classificação do álbum: ★★★★½

Músicas a ouvir:
> Ex For A Reason (ft. JT from the City Girls)
> No Love (ft. SZA)
> Unloyal (Ari Lennox)
> Closure
> Toxic (ft. Lil Durk)
> Dat Right There (ft. Pharrell Williams & The Neptunes)

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Música – Álbuns essenciais (setembro 2021)

Bem-vindos ao melhor mês de 2021 no que toca à qualidade dos álbuns lançados.

Música – Álbuns essenciais (agosto 2021)

Chamam-lhe o mês mais feliz do ano e, em 2021, voltou a fazer justiça a esse título! Tantos artistas e bandas pelas quais tenho um carinho especial a evidenciar-se.

Música – Álbuns essenciais (julho 2021)

Poucos mas bons, para animar o verão!

Música – Álbuns essenciais (junho 2021)

Uma dúzia de bons álbuns chegam para resumir o mês de junho.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes