Míscaros – Festival do Cogumelo está de volta às ruas do Alcaide

O Míscaros – Festival do Cogumelo é razão mais que suficiente para visitar a pequena aldeia de Alcaide, junto à Serra da Gardunha.

- Publicidade -

O Míscaros – Festival do Cogumelo está de regresso. Depois de um ano em que o festival se realizou, sobretudo, em formato digital, é já nos dias 19, 20 e 21 de novembro que a animação volta às ruas da aldeia do concelho do Fundão, este ano sob o mote Alice no Mundo dos Cogumelos.

Organizado pela Liga dos Amigos do Alcaide, em conjunto com a Câmara Municipal do Fundão e a Junta de Freguesia do Alcaide, este evento de ambiente familiar inclui diversas atividades de lazer e culturais na sua programação, desde espaços de restauração, a live cookings, workshops e palestras temáticas, passeios micológicos, exposições e diversos elementos de animação nas ruas enfeitadas do Alcaide. Com o intuito de explorar o património fúngico do país, que conta com mais de 300 espécies de cogumelos, entre as quais se destacam os míscaros que nascem nas encostas da Serra da Gardunha, surgiu em 2009 o Míscaros – Festival do Cogumelo, um evento que é já uma referência do concelho do Fundão, uma iniciativa de grande importância social e económica para a região.

Durante os três dias de festival, os visitantes podem conhecer a envolvente natural da região, fortalecer a sua relação com a natureza, além de degustar diferentes receitas de cogumelos nas mais de 50 tasquinhas da aldeia, preparadas a preceito para a ocasião. Uma destas especialidades, confecionada à base de cogumelos, será a vencedora do concurso de melhor prato do festival, uma competição que decorre durante todo o evento. No final, o júri, do qual faz parte o crítico gastronómico Orlando Esteves, irá decidir quem será o grande vencedor deste ano.

O festival oferece um programa variado, do qual todos podem usufruir, enquanto percorrem as pitorescas ruas do Alcaide. É também possível participar (mediante inscrição) nos passeios micológicos, num divertido passeio na companhia dos fiéis amigos de quatro patas – Passeio CÃOgumelo ou, ainda, aprender sobre cogumelos nutracêuticos no workshop Fungi Perfect.

Ao longo de toda a programação, existem ainda várias sessões de live cooking protagonizadas pelos vários chefs que irão marcar presença no festival deste ano. Todos irão apresentar as suas propostas na Arena Joe Best, que será inaugurada na abertura do festival pela chef Marlei Cardoso, numa homenagem póstuma ao chef que desde a primeira edição abraçou o Míscaros com toda a sua conhecida garra e paixão pela cozinha.

Além das vertentes lúdica e cultural, o Míscaros tem bem presente uma forte preocupação social e ambiental, visível em diversos detalhes do evento, como a utilização de material biodegradável em todo o festival. Mas esta vertente ganha ainda mais visibilidade durante uma das maiores atrações deste festival, o mega-almoço de domingo, em que uma irresistível receita de arroz de míscaros faz as delícias de todos os que por estes dias se deslocam à pequena aldeia do concelho do Fundão. Uma refeição que – por apenas 1€ por pessoa – é ao mesmo tempo uma causa social, revertendo 50% do seu valor para um projeto social, este ano com o donativo dirigido à causa solidária Ângelo Querido, para ajudar um jovem do Alcaide que trava a sua luta contra a Esclerose Lateral Amiotrófica.

Com a mesma consciência social, e de forma a promover a integração, pela mão do chef Ricardo Besteiro o evento abarca ainda a iniciativa “Cozinhar Diferente”, um momento que promove a participação de jovens cozinheiros portadores de Síndrome de Down e que permite ao público observar ao vivo técnicas de preparação e confeção dos protagonistas deste festival – os cogumelos -, sensibilizando para o importante papel que a inclusão tem na sociedade. A segurança é outro elemento fundamental no Festival Míscaros, existindo no evento um controlo de qualidade e segurança alimentar – realizado por uma entidade externa certificada -, que garante a qualidade de todos os produtos servidos aos visitantes.

Sendo este um evento para toda a família, claro que os mais novos não podiam ser esquecidos, e por isso existe um espaço inteiramente dedicado às crianças – a Miscolândia – onde a diversão é uma forma de ensinar e sensibilizar para a causa ecológica.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Nazaré cancela eventos de rua do Carnaval 2022 e ativa Plano Municipal de Emergência

As regras no município podem apertar se o presidente da câmara assim o decidir.

Não haverá festas de passagem de ano no Algarve

E foram também canceladas várias iniciativas que integravam a programação de Natal.

Análise – Sony Pulse 3D Midnight Black

Fez no passado mês de novembro um ano desde que a PlayStation 5 chegou ao mercado. Com ela vieram também os primeiros acessórios, entre eles os Sony Pulse 3D, que recentemente tiveram um “relançamento” numa nova cor.