Fomos almoçar ao Restaurante Miguel Laffan at Atlântico Bar & Restaurante

Virado para o Atlântico, o Atlântico Bar & Restaurante, espaço que abriu em janeiro de 2016 no Hotel Intercontinental Estoril, é mais um dos restaurantes do grupo Intercontinental Hotels que demonstra que, hoje em dia, já não devemos olhar para restaurantes de hotéis com desconfiança.

- Publicidade -

O nome deste restaurante serve de inspiração à carta que aposta nos sabores do mar e na cozinha tradicional portuguesa, com especial ênfase no peixe e marisco fresco, claro, ou não estivesse o restaurante na zona em que está. Aliás, o nome correto é mesmo Miguel Laffan at Atlântico Bar & Restaurante, uma vez que o espaço tem o cunho pessoal de Miguel Laffan, chef que foi convidado para recriar o antigo Atlântico e fazer do restaurante um espaço à sua medida.

Assim, e em relação ao original, a sala foi redecorada, tornando-se mais ampla e luminosa, e o menu refeito de raiz, pleno de referências ao mar. Criava-se, assim, um ambiente não só charmoso e requintado, mas também familiar e acolhedor.

Fomos num sábado ao almoço e, à chegada, fomos prontamente bem recebidos e acarinhados pelo staff. Contudo, achámos algo estranho o restaurante estar praticamente vazio, à exceção de uma mesa ocupada por clientes estrangeiros aquando da nossa chegada.

Ainda antes de nos iniciarmos no cardápio, foi-nos servido um dos “vinhos da casa”. Elaborado pelo chef Miguel Laffan em parceria com a AdegaMãe, o vinho branco que nos chegou à mesa era levemente ácido, mas muito frutado, tornando-se uma bebida muito leve e agradável para acompanhar uma refeição de luxo.

Depois de questionarmos a funcionária em relação ao que consideravam como entradas, optámos por um Foie Gras e um Tártaro de Atum com gengibre, lima e óleo de sésamo. Quanto ao Foie Gras, estava bom, porém, apenas o aconselhamos a verdadeiros amantes deste tipo de prato, uma vez que este fígado de pato possui uma consistência amanteigada e um sabor levemente amargo. Mas das entradas destacou-se, claramente, o Tártaro de Atum. Apesar de considerarmos que os pedaços daquele peixe pudessem estar mais macios, a verdade é que estavam mega saborosos. Este é um prato digno de um restaurante de sushi de luxo.

Com um serviço algo demorado tendo em conta a ocupação do restaurante, chegaram, algum tempo depois, os pratos principais: Presa de Porco Ibérico e Vazia de Novilho Maturado 30 dias. A Presa de Porco Ibérico teve como acompanhamento (escolhido por nós) Batata Doce e Ananás Assado com Sweet Chili e Hortelã da Ribeira. A carne estava muito tenra e suculenta, no entanto, fazia-nos lembrar o sabor de uma boa salsicha. Não é necessariamente mau, mas achamos que não era o pretendido. Já o acompanhamento não desiludiu, apesar de algumas cubos de batata doce não estarem cozinhados na perfeição.

A outra opção, a Vazia de Novilho Maturado 30 dias, dedicada aos grandes amantes de carne, revelou-se um pouco aquém das expectativas. Embora estivesse impecável em termos de textura e aspeto, foi no sabor que ficámos algo desiludidos. Esperávamos um pouco mais, até pelo preço que é cobrado. A acompanhar escolhemos Batata Frita Palito Caseira, que se revelaram bastante normais.

Todavia, foi com uma das sobremesas que voltámos a ficar conquistados. Optámos por um Ninho de Chocolate e pela Mousse de Queijo Chèvre com Mel e Alfazema. O Ninho de Chocolate trazia diversos tipos de chocolate em ponto pequeno, juntamente com uma deliciosa bola de gelado de manga e ganache de chocolate branco com caramelo. Se há sobremesa que devem pedir no Miguel Laffan at Atlântico Bar & Restaurante, é esta, sem dúvida alguma. Já na Mousse de Queijo Chèvre destacava-se o intenso sabor do queijo, o que já era de esperar, mas precisava de um maior equilíbrio. Não se notava o mel e a alfazema era dispensável.

No final de tudo, ficámos com a sensação de que não fizemos a melhor escolha no que toca a pratos e, por isso mesmo, a refeição não saiu perfeita. Afinal, estando num restaurante do Estoril, fugimos às típicas opções mais baseadas em peixe e marisco, e isso pode não nos ter beneficiado. Ainda assim, esperávamos mais dos pratos principais que escolhemos.

Gostámos muito do espaço e do atendimento, ambos excelentes, e, no geral, a nossa experiência foi muito positiva. Tencionamos voltar e pedir alguns pratos diferentes para perceber se, de facto, o Miguel Laffan at Atlântico Bar & Restaurante merece a excelência que se lhe exige.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Crítica – Black Widow

Black Widow homenageia lindamente a icónica Natasha Romanoff, que finalmente recebe o filme a solo que sempre mereceu, digno do seu legado inesquecível. Uma despedida emotiva a uma heroína que inspirou milhões de espectadores.

Crítica – The Tomorrow War

The Tomorrow War é uma das melhores surpresas do ano, com monstros visualmente criativos, sequências de ação repletas de entretenimento e um plano candidato à imagem mais deslumbrante de 2021.

Crítica – F9: The Fast Saga

F9: The Fast Saga leva as suas sequências de ação absurdamente ridículas a níveis inacreditavelmente intoleráveis, tudo enquanto tenta contar uma história demasiado longa, confusa e nada criativa em torno de um dos clichés mais genéricos do cinema.

Crítica – Luca

Luca segue de perto as fórmulas de sucesso dos estúdios da Pixar sem se desviar por caminhos únicos, mas mesmo assim conta uma história cativante com personagens relacionáveis que chegam ao coração dos espectadores.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Streamings da RTP2 e RTP3 passam finalmente para HD

Não, não é Full HD, mas tudo é melhor que o SD.

NOS Wi-Fi vai ser descontinuado em agosto

Estavam a contar com o serviço quando fossem de férias para aceder à Internet? É melhor pensarem em alternativas.