Fomos almoçar ao Restaurante Miguel Laffan at Atlântico Bar & Restaurante

Virado para o Atlântico, o Atlântico Bar & Restaurante, espaço que abriu em janeiro de 2016 no Hotel Intercontinental Estoril, é mais um dos restaurantes do grupo Intercontinental Hotels que demonstra que, hoje em dia, já não devemos olhar para restaurantes de hotéis com desconfiança.

- Publicidade -

O nome deste restaurante serve de inspiração à carta que aposta nos sabores do mar e na cozinha tradicional portuguesa, com especial ênfase no peixe e marisco fresco, claro, ou não estivesse o restaurante na zona em que está. Aliás, o nome correto é mesmo Miguel Laffan at Atlântico Bar & Restaurante, uma vez que o espaço tem o cunho pessoal de Miguel Laffan, chef que foi convidado para recriar o antigo Atlântico e fazer do restaurante um espaço à sua medida.

Assim, e em relação ao original, a sala foi redecorada, tornando-se mais ampla e luminosa, e o menu refeito de raiz, pleno de referências ao mar. Criava-se, assim, um ambiente não só charmoso e requintado, mas também familiar e acolhedor.

Fomos num sábado ao almoço e, à chegada, fomos prontamente bem recebidos e acarinhados pelo staff. Contudo, achámos algo estranho o restaurante estar praticamente vazio, à exceção de uma mesa ocupada por clientes estrangeiros aquando da nossa chegada.

Ainda antes de nos iniciarmos no cardápio, foi-nos servido um dos “vinhos da casa”. Elaborado pelo chef Miguel Laffan em parceria com a AdegaMãe, o vinho branco que nos chegou à mesa era levemente ácido, mas muito frutado, tornando-se uma bebida muito leve e agradável para acompanhar uma refeição de luxo.

Depois de questionarmos a funcionária em relação ao que consideravam como entradas, optámos por um Foie Gras e um Tártaro de Atum com gengibre, lima e óleo de sésamo. Quanto ao Foie Gras, estava bom, porém, apenas o aconselhamos a verdadeiros amantes deste tipo de prato, uma vez que este fígado de pato possui uma consistência amanteigada e um sabor levemente amargo. Mas das entradas destacou-se, claramente, o Tártaro de Atum. Apesar de considerarmos que os pedaços daquele peixe pudessem estar mais macios, a verdade é que estavam mega saborosos. Este é um prato digno de um restaurante de sushi de luxo.

Com um serviço algo demorado tendo em conta a ocupação do restaurante, chegaram, algum tempo depois, os pratos principais: Presa de Porco Ibérico e Vazia de Novilho Maturado 30 dias. A Presa de Porco Ibérico teve como acompanhamento (escolhido por nós) Batata Doce e Ananás Assado com Sweet Chili e Hortelã da Ribeira. A carne estava muito tenra e suculenta, no entanto, fazia-nos lembrar o sabor de uma boa salsicha. Não é necessariamente mau, mas achamos que não era o pretendido. Já o acompanhamento não desiludiu, apesar de algumas cubos de batata doce não estarem cozinhados na perfeição.

A outra opção, a Vazia de Novilho Maturado 30 dias, dedicada aos grandes amantes de carne, revelou-se um pouco aquém das expectativas. Embora estivesse impecável em termos de textura e aspeto, foi no sabor que ficámos algo desiludidos. Esperávamos um pouco mais, até pelo preço que é cobrado. A acompanhar escolhemos Batata Frita Palito Caseira, que se revelaram bastante normais.

Todavia, foi com uma das sobremesas que voltámos a ficar conquistados. Optámos por um Ninho de Chocolate e pela Mousse de Queijo Chèvre com Mel e Alfazema. O Ninho de Chocolate trazia diversos tipos de chocolate em ponto pequeno, juntamente com uma deliciosa bola de gelado de manga e ganache de chocolate branco com caramelo. Se há sobremesa que devem pedir no Miguel Laffan at Atlântico Bar & Restaurante, é esta, sem dúvida alguma. Já na Mousse de Queijo Chèvre destacava-se o intenso sabor do queijo, o que já era de esperar, mas precisava de um maior equilíbrio. Não se notava o mel e a alfazema era dispensável.

No final de tudo, ficámos com a sensação de que não fizemos a melhor escolha no que toca a pratos e, por isso mesmo, a refeição não saiu perfeita. Afinal, estando num restaurante do Estoril, fugimos às típicas opções mais baseadas em peixe e marisco, e isso pode não nos ter beneficiado. Ainda assim, esperávamos mais dos pratos principais que escolhemos.

Gostámos muito do espaço e do atendimento, ambos excelentes, e, no geral, a nossa experiência foi muito positiva. Tencionamos voltar e pedir alguns pratos diferentes para perceber se, de facto, o Miguel Laffan at Atlântico Bar & Restaurante merece a excelência que se lhe exige.

Miguel Laffan at Atlântico Bar & Restaurant Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,371FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
653SeguidoresSeguir

Relacionados

Crítica – The Social Network

O que surge da parceria de dois cineastas perfecionistas e meticulosos? Uma obra magnífica do cinema!

Crítica – Relic

Relic é um daqueles típicos filmes de horror que dividem críticos e audiências um pouco por todo o mundo.

Análise – Gears Tactics

A série Gears troca o caos imersivo da guerra na terceira pessoa por batalhas táticas e cerebrais numa nova perspetiva. Mas mantém todos os outros ingredientes que a definem intactos.

Crítica – Come Play

Desde que não esperem um "filme de monstros" repleto com sustos previsíveis, recomenda-se em quem gosta do género.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Behemoth e Arch Enemy dão concertos em Portugal em outubro do próximo ano

Duas das mais aplaudidas bandas do metal extremo contemporâneo: de um lado, um grupo clássico do death metal; do outro, um dos projetos emergentes mais interessantes dos últimos anos.