Microsoft vai dizer adeus de vez ao Internet Explorer

- Publicidade -

Há muito tempo que o uso já não era recomendado.

Foi, em tempos, um dos browsers mais utilizados no mundo, mas à medida que a concorrência surgiu e começou a ser melhor e melhor, passou a ser somente utilizado como aplicação para fazer download de outros browsers. Falamos, claro, do Internet Explorer, que vai finalmente desaparecer no próximo ano.

Numa publicação no seu blog, a Microsoft indica que a aplicação desktop do Internet Explorer 11 será retirada do Windows 10 a 15 de junho. O futuro? O Microsoft Edge, pois claro.

As razões para este desaparecimento do Internet Explorer são óbvias: é um browser lento, inseguro e que não está adaptado aos dias de hoje. Na verdade, muitas empresas somente utilizavam o velhinho browser devido a sites específicos construídos com tecnologias antigas, algo que o Microsoft Edge não era particularmente forte.

Porém, essa dificuldade em apresentar páginas web mais antigas deixou de ser um problema graças ao modo IE, que será suporte até 2029 no browser.

Apesar de tudo, não será um desaparecimento total, pois o Internet continuará disponíveis nas versões Windows 10 LTSC e Windows Server. Mas o consumidor comum deixará mesmo de ter acesso ao Internet Explorer 11.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes