Metro de Lisboa vai renovar bancos de todas as carruagens com cortiça

E por três motivos: a cortiça é de origem nacional, é um material amigo do ambiente e é mais fácil de manter. A novidade foi divulgada pelo Metropolitano de Lisboa em comunicado de imprensa, sabendo-se que todos os bancos das carruagens da frota serão renovados.

- Publicidade -

Assim, os atuais bancos com forro de tecido serão substituídos por novos bancos revestidos por este novo material, formado por um compósito de cortiça. A textura será diferente, lodo haverá diferenças na zona das costas e assentos.

Com os novos bancos, mais ergonómicos e resistentes, as carruagens do Metro vão receber este material natural, que é nacional e amigo do ambiente, cumprindo os requisitos de emissão de fumos e gases tóxicos. Além disso, não só o material é muito resistente (durabilidade estimada de 15 anos), como é de fácil limpeza, o que irá permitir carruagens mais limpas.

Esta substituição dos bancos irá decorrer durante todo o ano de 2020.

No entanto, o uso de cortiça não é totalmente novo. Desde 2013 que o Metro de Lisboa tem, em seis carruagens, cerca de 200 bancos de cortiça a título experimental.

Fonte: Metropolitano de Lisboa

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Frank Carter & the Rattlesnakes dão concerto em Lisboa em 2022

Um novo espetáculo promovido pela Prime Artists.

Metro de superfície vai ligar Loures a Odivelas em 2025

As obras deverão começar em 2023. O custo? 250 milhões de euros.

Há três freguesias de Lisboa com um projeto de recolha de equipamentos elétricos

“Estejam na cozinha ou na garagem, nós levamo-los para reciclagem” é o mote do projeto piloto desenvolvido pela Câmara Municipal de Lisboa (CML) e o Electrão.

Câmara Municipal de Lisboa passa a oferecer testes ilimitados à COVID-19

E é também alargado a não moradores de Lisboa.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

LENNA. Nova marca aposta em sapatos vegan, sustentáveis e feitos em Portugal

Na verdade, trata-se de uma fusão entre alpercatas e ténis. E é bem provável que tenhamos aqui a sensação do verão.