Metro de Lisboa vai ter um sistema de sinalização de última geração e uma nova frota de modernas carruagens

O período de entrega estabelecido é de 77 meses, com a colocação ao serviço prevista para agosto de 2027.

Metro de Lisboa
- Publicidade -

O consórcio da Siemens Mobility e da Stadler ganhou um contrato no valor de 114,5 milhões de euros para fornecer ao Metropolitano de Lisboa um sistema de sinalização de última geração e uma nova frota de modernas carruagens. A Stadler vai fornecer 14 carruagens em unidades triplas e a Siemens Mobility vai instalar o seu sistema Communications-Based Train Control (CBTC), Trainguard MT, nas linhas Azul, Amarela e Verde, substituindo os atuais equipamentos. Vai também realizar a instalação do seu equipamento de bordo CBTC em 70 unidades da atual frota do Metro de Lisboa e nas novas 14 unidades fornecidas pela Stadler.

O contrato inclui a capacitação técnica para a operação e manutenção, bem como a manutenção preventiva e corretiva de todo o equipamento durante os primeiros três anos e o fornecimento de peças de substituição e consumíveis necessários para a manutenção preventiva durante os dois anos seguintes. O período de entrega estabelecido é de 77 meses, com a colocação ao serviço prevista para agosto de 2027.

As carruagens triplas fornecidas pela Stadler foram desenhadas utilizando uma metodologia modular para facilitar a manutenção. A sua carroçaria de aço inoxidável proporciona um baixo peso e uma grande resistência, sendo constituída por três portas duplas de cada lado das carruagens, de forma a proporcionar que os passageiros possam entrar e sair rápida e facilmente.

Estas 14 unidades triplas estarão equipadas com CBTC GoA2, preparado a ser atualizado para GoA4, permitindo que o serviço seja completamente automatizado no futuro. O fornecimento de energia é por 3º carril a 750 V. Os veículos têm 49,6 metros de comprimento e 2,78 metros de largura e estão equipados com 90 assentos – dois para Pessoas de Mobilidade Reduzida -, dispostos numa configuração longitudinal, permitindo uma capacidade para 450 pessoas (seis pessoas por metro quadrado). O novo material circulante vai permitir uma maior comodidade e melhor acessibilidade dos passageiros e simultaneamente, as melhores comunicações, segurança e sistemas de vigilância por vídeo.

A tecnologia de sinalização CBTC da Siemens Mobility fornece informação em tempo-real da posição do veículo e condições de velocidade operando no princípio de cantão móvel, permitindo aos operadores do Sistema o aumento Seguro do número de veículos numa linha. Isto resulta numa maior frequência de comboios e permite que sejam acomodados mais passageiros no Sistema. Este é o sistema de controlo automático de comboios mais amplamente implementado no mundo e está atualmente em utilização em Singapura, Turquia, Brasil, Espanha e China.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Metro de Lisboa. Expansão da linha vermelha deverá trazer mais 11 milhões de passageiros só no primeiro ano

A expetativa é que esta extensão da linha Vermelha esteja em concurso no ano de 2022 e que seja uma realidade em 2025/2026.

Expansão do Metro de Lisboa tem de ficar concluída até 2025

O investimento total é de 554 milhões de euros.

Metro de Lisboa já aceita MB Way como método de pagamento

As máquinas de venda automática de bilhetes passaram também a aceitar pagamentos contactless.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Vão de viagem em breve? Acabaram-se os testes e quarentenas

Desde que tenham Certificado Covid-19 válido, claro.

Intermarché abre loja em Alter do Chão

Esta nova loja criou 29 novos postos de trabalho.

MyMcDonald’s. Nova experiência digital da app da marca promete ainda mais benefícios para os utilizadores

Passa a ser mais fácil acumular pontos e há sempre ofertas diferentes todos os meses, muitas delas exclusivas.