Metro de Lisboa vai ter um sistema de sinalização de última geração e uma nova frota de modernas carruagens

O período de entrega estabelecido é de 77 meses, com a colocação ao serviço prevista para agosto de 2027.

Metro de Lisboa
- Publicidade -

O consórcio da Siemens Mobility e da Stadler ganhou um contrato no valor de 114,5 milhões de euros para fornecer ao Metropolitano de Lisboa um sistema de sinalização de última geração e uma nova frota de modernas carruagens. A Stadler vai fornecer 14 carruagens em unidades triplas e a Siemens Mobility vai instalar o seu sistema Communications-Based Train Control (CBTC), Trainguard MT, nas linhas Azul, Amarela e Verde, substituindo os atuais equipamentos. Vai também realizar a instalação do seu equipamento de bordo CBTC em 70 unidades da atual frota do Metro de Lisboa e nas novas 14 unidades fornecidas pela Stadler.

O contrato inclui a capacitação técnica para a operação e manutenção, bem como a manutenção preventiva e corretiva de todo o equipamento durante os primeiros três anos e o fornecimento de peças de substituição e consumíveis necessários para a manutenção preventiva durante os dois anos seguintes. O período de entrega estabelecido é de 77 meses, com a colocação ao serviço prevista para agosto de 2027.

As carruagens triplas fornecidas pela Stadler foram desenhadas utilizando uma metodologia modular para facilitar a manutenção. A sua carroçaria de aço inoxidável proporciona um baixo peso e uma grande resistência, sendo constituída por três portas duplas de cada lado das carruagens, de forma a proporcionar que os passageiros possam entrar e sair rápida e facilmente.

Estas 14 unidades triplas estarão equipadas com CBTC GoA2, preparado a ser atualizado para GoA4, permitindo que o serviço seja completamente automatizado no futuro. O fornecimento de energia é por 3º carril a 750 V. Os veículos têm 49,6 metros de comprimento e 2,78 metros de largura e estão equipados com 90 assentos – dois para Pessoas de Mobilidade Reduzida -, dispostos numa configuração longitudinal, permitindo uma capacidade para 450 pessoas (seis pessoas por metro quadrado). O novo material circulante vai permitir uma maior comodidade e melhor acessibilidade dos passageiros e simultaneamente, as melhores comunicações, segurança e sistemas de vigilância por vídeo.

A tecnologia de sinalização CBTC da Siemens Mobility fornece informação em tempo-real da posição do veículo e condições de velocidade operando no princípio de cantão móvel, permitindo aos operadores do Sistema o aumento Seguro do número de veículos numa linha. Isto resulta numa maior frequência de comboios e permite que sejam acomodados mais passageiros no Sistema. Este é o sistema de controlo automático de comboios mais amplamente implementado no mundo e está atualmente em utilização em Singapura, Turquia, Brasil, Espanha e China.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Metro de Lisboa já aceita MB Way como método de pagamento

As máquinas de venda automática de bilhetes passaram também a aceitar pagamentos contactless.

Metro de Lisboa tem agora uma loja online

É dedicada aos fãs do colecionismo, da arte e do universo do Metro.

Metro de Lisboa. Linha vermelha deverá ter quatro novas estações

A notícia é da TVI, referindo que esta linha deverá crescer em breve para sudoeste.

Metro de Lisboa vai renovar bancos de todas as carruagens com cortiça

E por três motivos: a cortiça é de origem nacional, é um material amigo do ambiente e é mais fácil de manter.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Já repararam nos novos talões do Lidl? São mais ecológicos

Agora é esperar que a concorrência faça o mesmo.

Burger King abre novo restaurante em Sesimbra

É o 12º spot da marca no distrito de Setúbal e o segundo em Sesimbra.