A McDonald’s está a recrutar mais de 2 mil novos colaboradores

- Publicidade - trk
- Publicidade -

O salário base de entrada é de 750€ para horário full-time, havendo ainda prémios de desempenho e um conjunto de benefícios variável.

A McDonald’s Portugal, em conjunto com os seus 42 franquiados, recruta em todo o país durante todo o ano, com maior incidência durante os meses de verão. Para preparar os próximos meses, arranca hoje uma campanha de recrutamento com mais de duas mil vagas. Para além do compromisso do salário base de entrada se cifrar nos 750€ para horário full-time, a McDonald’s junta ao vencimento base prémios de desempenho e um conjunto de benefícios variável.

Como porta de entrada para o mercado de trabalho, centenas de jovens têm encontrado na McDonald’s um primeiro emprego que lhes proporciona uma verdadeira “formação para a vida”. Certificada pela Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT), a McDonald’s Portugal disponibiliza formação a todos os colaboradores, oferecendo, a partir de um Centro de Formação próprio, mais de 250 mil horas de formação anuais, distribuídas por 12 cursos de diferentes níveis e formatos (presencial, virtual e on-the-job). Em simultâneo, a McDonald’s apoia os seus colaboradores a frequentar o Ensino Superior, tendo implementado, desde 2020, um Programa Nacional de Bolsas de Estudo que corresponde a um investimento anual de 100.000€. Até ao momento já foram atribuídas mais de 400 Bolsas, correspondentes a investimento superior a 200.000€.

Também a flexibilidade de horários e regime de trabalho em tempo parcial são garantias que possibilitam uma melhor gestão do tempo disponível no dia-a-dia destes trabalhadores-estudantes e de todos os colaboradores que valorizam a conciliação entre a vida pessoal e profissional.

O crescimento pessoal e a celebração da autenticidade de cada pessoa que se junta à equipa McDonald’s são característicos do bom ambiente de trabalho na empresa. A progressão de carreira é uma realidade na McDonald’s, registando-se mais de 90% de gerentes com início de carreira como funcionários, e 50% de colaboradores da Sede com um percurso profissional iniciado nos restaurantes. Também a igualdade de género é uma prioridade da marca, cuja percentagem de força de trabalho feminina (Restaurantes e Sede) se fixa atualmente nos 52%, valor que atinge os 56% nas equipas de gestão dos restaurantes.

A McDonald’s emprega, atualmente, mais de 8.500 pessoas nos seus restaurantes e Sede, de Norte a Sul do país e Ilhas.

- Publicidade -

3 Comentários

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

McDonald’s alterou os Big Mac, Double Cheeseburger e McRoyal para os deixar ainda mais deliciosos

Ligeiras alterações que resultam num hambúrguer mais quente, mais suculento e mais saboroso, que intensifica os sabores da carne, do queijo e dos molhos.

McDonald’s abriu um novo restaurante na Póvoa de Varzim

Trata-se da primeira abertura de 2022.

McDonald’s faz regressar o Big Mac Bacon

Tal como anteriormente, está disponível por tempo limitado. Foi em agosto de 2018 que a McDonald's apresentou o Big Mac...

McDonald’s está a dar produtos grátis na app… mas com uma condição

Trata-se do novo passatempo de Natal da marca.
- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Linha do Oeste vai ser finalmente modernizada

A capacitação da Linha do Oeste, até Caldas da Rainha, possibilitará a redução do tempo de viagem entre Caldas da Rainha – Lisboa e Torres Vedras – Lisboa em cerca de 30 minutos.

Stormzy fora do NOS Alive 2022. Horários já estão disponíveis

Está naquela altura de fazer escolhas.

Governo vai avançar com aeroportos no Montijo e em Alcochete. O de Lisboa é para fechar

O do Montijo, que será complementar, deverá estar pronto em 2026. Já o de Alcochete, que substituirá o de Lisboa, estima-se que entre em funcionamento em 2035.