Atenção, há custos em usar o MB Way, mas os clientes continuam isentos

por Echo Boomer

No dia de hoje, artigos feitos por alguns órgãos de comunicação depressa começaram a criar polémica por darem conta de uma atualização nos preços de usar o serviço MB Way. Ora, a verdade é que existem preços tabelados para o uso do serviço, mas ninguém está a pagar essas taxas.

Atualmente, quem usar o serviço MB Way está isento de taxas, garantiu fonte da SIBS ao Echo Boomer. Ou seja, é verdade que está em preçário a cobrança de valores aplicados às transferências, mas, de momento, nenhum cliente está a pagar qualquer valor. Aliás, a própria app dará conta dos valores a serem aplicados (se isso acontecer) pelo que, enquanto a aplicação continuar a dizer que o custo da operação é de 0,00€, então as transferências continuam a ser gratuitas.

Portanto, está prevista a cobrança de taxas, sim, mas, na prática, nenhuma entidade bancária o faz.



Este esclarecimento surge no âmbito de hoje ter sido revelado que o banco BPI, por exemplo, ia passar a cobrar 1,24€ por cada transferência MB Way a partir de 1 de maio, ficando bem mais caro que os 20,8 cêntimos atuais.

De momento, o Santander é o único banco que não tem estas taxas no seu preçário. Já no Novo Banco, cada operação devia custar 15,6 cêntimos, ao passo que na CGD o valor sobe para 20,8 cêntimos. No entanto, é o BCP que mais cobra, com uma taxa de 1,35€ por transferência.

No entanto, não é demais realçar: estas taxas não estão a ser aplicadas… por enquanto.

Também pode interessar

Deixar uma resposta

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: