Mão Morta, Bizarra Locomotiva, Process of Guilt e The Quartet of Woah! no Back to Back Festival

Rock e metal voltam a ouvir-se ao vivo nas salas de espetáculos pelas mãos de quatro dos seus maiores ícones nacionais.

- Publicidade -

É no próximo mês de novembro, nos dias 19 e 20, que o LAV Lisboa ao Vivo e o Hard Club, em Lisboa e no Porto respetivamente, recebem um cartaz 100% nacional para duas noites de concertos em que a energia reprimida durante o confinamento vai finalmente poder soltar-se.

A primeira edição do Back to Back Festival reúne quatro autênticos pesos pesados, Mão Morta, Bizarra Locomotiva, Process of Guilt e The Quartet of Woah!, numa forte união do melhor que a velha e a nova geração de talento made in Portugal têm para oferecer.

Os bilhetes já estão à venda nos locais habituais, custando 20€ cada. A Prime Artists, promotora do festival, refere que o uso de máscara é obrigatório.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Mão Morta no Festival Back to Back – No Fim Estávamos Quentes

Papinho cheio de ter visto quem nunca desilude. Para o ano é favor repetir.

PAUS, Bizarra Locomotiva e Paraguaii no North Music Festival 2021

Três novidades num cartaz que promete ficar recheado aos poucos e poucos.

Mão Morta confirmados no Vodafone Paredes de Coura 2021

O anúncio foi feito por João Carvalho, promotor do festival, num direto com Adolfo Luxúria Canibal, líder dos Mão Morta.

Bizarra Locomotiva no primeiro dia do North Music Festival 2020

Já está completo o primeiro dia do North Music Festival 2020 no que ao palco principal diz respeito. Os...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Inaugurado primeiro Espaço Cidadão numa unidade de saúde

Algo que vem facilitar ainda mais a vida aos cidadãos.

Clockwork Aquario – Uma nova oportunidade para este clássico perdido

Anteriormente cancelado, o título da Westone regressa à vida graças à conversão da Inin Games.

Crítica – Resident Evil: Welcome to Raccoon City

Infelizmente, ainda não foi desta que surgiu um filme genuinamente bom de uma adaptação de Resident Evil para o grande ecrã.