Mango já poupa quase 4 milhões de litros de água na produção de calças de ganga

por Echo Boomer

O mundo está num processo de mudança e a Mango também. A empresa introduziu novas técnicas na produção das suas calças de ganga da estação de primavera/verão 2019, com as quais conseguiu reduzir até 10 litros de água consumida por peça. Em modelos como o Boy e Straight, o consumo de água foi reduzido até aos 16,5 litros.

Como é que isto aconteceu? Bem, a Mango começou por analisar a pegada hídrica (o volume de água despendido na sua produção) de uma das suas calças de ganga mais típicas e verificou que a produção de algodão e os processos de acabamento representavam 90% do consumo de água. Assim, falou com especialistas na matéria, e desenvolveu duas iniciativas.

Uma delas está relacionada com a introdução da tecnologia ECOWASH, pela empresa Jeanologia, que ajudou a reduzir o consumo de água, energia e produtos químicos. A outra tem a ver com a incorporação do algodão BCI (Better Cotton Initiative) nas peças, que defende o uso de técnicas de cultivo de algodão sustentáveis, diminuindo o consumo de água e os produtos químicos.

38% da coleção de calças de ganga da coleção de primavera/verão 2019 da Mango tem características sustentáveis

A marca recorre também ao algodão orgânico, o que reduz o consumo de água durante o cultivo, e ao algodão reciclado, o que contribui para uma economia circular.

Isto quer dizer que 38% da coleção de calças de ganga da coleção de primavera/verão 2019 tem características sustentáveis e a marca prevê o aumento da percentagem até mais de metade na próxima estação.

Também pode interessar

Deixar uma resposta

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: