Mais de 160 mil jovens portugueses não estudam nem trabalham

O emprego jovem esteve, durante a manhã de ontem, em discussão no Instituto de Ciências Sociais. Numa iniciativa promovida pelo IEFP (Instituto do Emprego e Formação Profissional), a sessão teve como objetivo apresentar as aprendizagens e desafios da Garantia Jovem, em Portugal e na Europa, bem como promover um debate em torno do tema empregabilidade jovem e do papel que as diferentes organizações podem ter.

- Publicidade -

Novos dados revelam que mais de 160 mil jovens portugueses não estudam nem trabalham, dos quais 50,2% pertencem ao género feminino, e 49,8% ao género masculino. No que diz respeito à idade destes jovens NEET, 45% corresponde a jovens com idade compreendida entre os 20 e os 24 anos, 41% entre os 25 e 19 anos, e 14% equivale às restantes faixas etárias.

A baixa qualificação aumenta, em cerca de três vezes, a probabilidade disto acontecer: 41% dos jovens têm apenas o 9º ano de escolaridade e 42% o nível do ensino secundário. Apenas 17% corresponde às restantes posições académicas.

Para finalizar, 59% dos jovens portugueses são desempregados inscritos no serviço público de emprego, enquanto que 41% não se encontram registados nos serviços de emprego, educação e formação.

O evento assumiu, também, o encerramento institucional do projeto “Make the Future… Today!”, com partilha das atividades desenvolvidas e aprendizagens de futuro, numa visão pós projeto. Pelo painel de oradores passaram Paulo Feliciano (IEFP), Cristina Carita (Fórum Estudante), Lia Pappámikail (ICS), Vitor Moura Pinheiro (IEFP), Diana Dias (jovem apoiada pela Garantia Jovem), Raquel Santos (Fertagus), Olga Fernandes (Associação ANIMAR) e Ana Rocha (Gabinete de Emprego e Inserção do Município de Cabeceiras de Basto).

De janeiro de 2017 e junho de 2018, a iniciativa “Make the Future… Today!” destinou-se a acelerar o acesso à Garantia Jovem em Portugal, tendo em vista aumentar o número de jovens NEET registados no sistema e melhorar o trabalho em rede dos cerca de 1.500 parceiros de terreno.

A iniciativa coordenada pelo IEFP e apoiada pela Comissão Europeia desafia os jovens entre os 15 e os 29 anos a tomarem uma atitude proativa pelo seu futuro, consciencializando-os para a importância de aproveitarem as oportunidades que o IEFP disponibiliza para aumentarem a sua formação, qualificação e experiência profissional.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Deve-se ou não vacinar os jovens entre os 12 e os 15 anos contra a COVID-19?

Na ótica da Direção-Geral de Saúde, só é recomendável que se vacinem os jovens se eles tiverem comorbilidades associadas, que possam conduzir a uma doença grave ou à morte.

Vodafone tem uma nova iniciativa para apoiar clientes desempregados até aos 30 anos de idade

Pretende-se facilitar o acesso a plataformas de conhecimento.

Vai deixar de ser possível aceder ao portal iefponline com nome de utilizador e password a partir de 1 de outubro

Ou seja, passam a existir somente duas formas de autenticação. Se usam o portal do IEFP, sejam candidatos ou empregadores,...

Mais de metade dos jovens portugueses LGBT+ não tem coragem de se assumir no local de trabalho

Mais de metade (51%) dos jovens portugueses LGBT+ não assume a sua orientação sexual no local de trabalho porque...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Burger King. Quando uma campanha é mal executada

Podia ter corrido tão bem...

Infinissima Touch é a nova máquina da Nescafé Dolce Gusto

Com o simples toque de um botão, podem preparar mais de 35 combinações criativas.