Livros da Porto Editora geram polémica nas redes sociais

- Publicidade -

Tudo começou quando a página de Facebook Capazes, criada pelas apresentadoras Rita Ferro Rodrigues e Iva Domingues no Facebook, colocou um post no seu mural, referindo que os livros “Bloco de Atividades para rapazes” e “Bloco de Atividades para meninas”, da Porto Editora, para crianças dos 4 aos 6 anos de idade, não tinham o mesmo grau de dificuldade.

As autoras do post alegam que a Porto Editora considerava “as meninas mais estúpidas e… menos capazes”, neste caso, que os rapazes, dando o exemplo de, por exemplo, as tarefas das raparigas envolverem princesas à procura de coroas em labirintos básicos e, por sua vez, os rapazes precisarem de marinheiros à procura de barcos em labirintos mais complexos. Salientam, ainda, o facto de as cores estarem “devidamente classificadas”: azul para rapazes e cor-de-rosa para raparigas.

A polémica estalou desde aí. Os órgãos de comunicação já deram algum destaque ao tema, que tem sido amplamente falado nas redes sociais.

Entretanto, houve uma série de tweets colocados no Twitter, gerando-se uma acesa discussão entre Rita Ferro Rodrigues e a Porto Editora.

Este é o exemplo de outro exercício do livro, colocando online por um utilizador.

Resta saber o desfecho deste tema. Por um lado, vários utilizadores não demoraram a acusar a Porto Editora de cometer práticas do género há anos. Por outro, vários internautas apressaram-se a congratular ou a criticar a apresentadora Rita Ferro Rodrigues pela atitude tomada. Já alguns especialistas consideram que a diferenciação entre exercícios e cores deve-se, meramente, a questões de estética e marketing.

Segue-nos nas redes sociais no FacebookTwitter e Instagram.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes