Lisboa vai contar com mais autocarros, bicicletas e estacionamento em 2020

E também mais multas, claro. Estes são os planos da Câmara Municipal de Lisboa para o próximo ano, sendo que a prioridade em 2020 continuará a ser o investimento na mobilidade, numa aposta clara de 72 milhões de euros.

- Publicidade -

Aliás, desses montante, 33,1 milhões de euros serão aplicados na Carris no próximo ano. Com este investimento, o município de Lisboa quer não só carreiras novas, mas também melhorar a qualidade e frequência do serviço, nomeadamente com o alargamento dos horários, seja durante a semana, aos fins de semana ou feriados.

Segundo o previsto, Lisboa deverá registar um aumento de 40% nos transportes públicos, o que totalizará 693 autocarros. Deverão também existir mais carreiras de bairro e novas faixas de BUS.

Além disso, os lugares de estacionamento ordenado também são para continuar. Se este ano nasceram 17.685 novos lugares, em 2020 deverão surgir mais 10.000.

Mas nem tudo é um mar de rosas. A fiscalização também vai apertar. Quem interromper os corredores BUS, efetuar cargas e descargas fora de horas ou estacionar em segunda fila ou de forma incorreta irá levar com uma coima. E das pesadas.

Ainda no que toca à mobilidade, serão investidos 21,9 milhões de euros nas ciclovias. Consequentemente, a Câmara Municipal de Lisboa irá disponibilizar mais 960 bicicletas Gira nas ruas de Lisboa, além de 60 novas estações de estacionamento.

Ainda em relação a este assunto das Gira, as bicicletas não têm qualquer referência ao peso máximo do utilizador, ao contrário das Jump, da Uber, que aconselha que o cliente não pese mais de 95 quilos. No entanto, as bicicletas da EMEL são indicadas para utilizadores com alturas entre os 1,50 e 1,80 metros.

Claro que isto não quer dizer que pessoas com alturas fora destes valores não possam andar. Apenas não terão uma experiência de utilização tão confortável como seria de esperar.

A capital portuguesa vai ainda contar, não em 2020 mas nos anos seguintes, com uma série de novas praças, uma nova feira popular e a requalificada Doca da Marinha.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Uber investe milhões de euros em Lisboa e quer contratar mais 200 colaboradores até ao final de 2021

A Uber chegou a Portugal em 2014 e, desde então, tem crescido sem parar.

Mother Burger abre quarto espaço com hambúrgueres 100% vegan em Lisboa

Podem saborear no local ou pedir para entrega em casa.

Lisboa é líder isolada na lista de autarquias com o maior número de queixas dos munícipes

Já São João da Madeira, Vale de Cambra, Arouca e Trofa mal registam queixas.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

As formas com que os burlões enganam clientes na Booking

O objetivo final é roubar o dinheiro dos utilizadores. Explicamos esta burla ao pormenor.

Já sabemos onde a Croissant da Vila vai abrir mais uma loja em Lisboa

Até ao final do ano, a marca quer abrir mais seis lojas no centro da capital.

Dopesick ganha data de estreia no Disney+

E não falta assim tanto.