Linha amarela do Metro de Lisboa cortada entre Campo Grande e Entre Campos durante uma semana. E vai apanhar os dias da Web Summit

- Publicidade -

Com isto, será reforçado o número de comboios em circulação na linha Verde.

Devido a trabalhos de intervenção na via-férrea que implicam, por questões de segurança, a interrupção da circulação de comboios no troço onde os trabalhos irão decorrer, o Metro de Lisboa resolveu encerrar a estação Cidade Universitária durante uma semana. Mais especificamente de 29 de outubro a 5 de novembro.

Isto significa que, durante esse período, fica cortada a ligação entre Campo Grande e Entre Campos, uma vez que a estação Cidade Universitária surge no meio das duas. Porém, a linha amarela continuará a funcionar normalmente, exceto neste caso.

Ou seja, a circulação de comboios na linha Amarela será realizada nos troços Odivelas – Campo Grande e Entre Campos – Rato.

A circulação de comboios no dia 28 de outubro (quinta-feira) será realizada normalmente até ao fecho da rede (01h, de dia 29), retomando-se a normalidade do serviço em toda a linha Amarela no dia 6 de novembro (domingo).

Para colmatar esta situação, a empresa diz que será reforçado o número de comboios em circulação na linha Verde, reduzindo, assim, os tempos de espera. Já para quem pretender deslocar-se para a Cidade Universitária, a partir das estações Campo Grande e Entre Campos, o Metro de Lisboa aconselha, como alternativa, das carreiras 701 e 736 da Carris (sujeitas à capacidade dos autocarros).

As carreiras 717, 738 e 767 também poderão ser uma opção, caso pretendam a ligação a partir do Campo Grande com outros pontos da rede da Carris e do Metropolitano de Lisboa. Caso o vosso destino seja Odivelas ou o centro da cidade, devem utilizar o transbordo com a linha Verde, na estação Campo Grande.

Este timing definido pela Metro de Lisboa não parece ser o melhor, pois irá afetar não só as deslocações dos estudantes para a Cidade Universitária, como irá apanhar os dias da Web Summit, a decorrer em Lisboa de 1 a 4 de novembro. Além disso, vai também afeitar a comunidade brasileira residente em Portugal e que pretende votar na segunda volta das eleições presidenciais brasileiras, que, em Lisboa, acontece precisamente na Cidade Universitária, a 30 de outubro.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes