Legumi – O sushi vegan não está aqui para assustar

Ali mesmo à beira do miradouro da Senhora do Monte, na Graça, e contornando os múltiplos tuk-tuk que por lá residem, fica o recém-aberto Legumi Sushi Vegan, onde antes se encontrava o Jangada Urbana.

- Publicidade -

Numa sala ainda em processo de renovação, e assim em jeito de início de refeição, chega-nos uma sopa miso (1,45€), com os tradicionais sésamo, cebolinho e tofu, mas também com gengibre e uns cogumelos shitake com sumo de lima e enoki. Ótimo caldo, com grande profundidade de sabor. Das melhores que já provámos.

De seguida, o Ceviche de ostras da terra (5,95€) – coração de palmito marinado em sumo de lima, limão e cebolinho, com lâminas de coco e espargos cortados. A frescura da lima/limão a vir ao de cima num sabor que faz realmente lembrar o sabor do mar.

Para terminar o capítulo das entradas, chega o Mar dos bosques. Uma salada de algas marinhas e cogumelos shitake, enoki, shimeji (preto e branco), e ainda um cogumelo ostra. Um prato em que o efeito estético é fantástico e o sabor acompanha. Só por si vale bem a viagem, e providencia uma recompensa culinária generosa a quem faz a peregrinação até à Senhora do Monte.

Continua-se nas mãos hábeis do simpatiquíssimo Leo, ele próprio um peregrino veterano do Caminho de Santiago (aliás, com representantes que lhe garantem cogumelos de qualidade nessa mesma Galiza), e chega-nos o barco Legumi (39,95€), o prato principal de sushi e sashimi.

É aqui que a expressão sushi vegan, que, para muitos, acaba por constituir uma contradição em si mesma, atinge a sua real dimensão. O sashimi de tofu apresenta um bom sabor com o molho kimchi semi-secreto que vem dos tempos em que Leo ainda preparava atum, e as peças de sushi com sabor mais picante acabam por ser as que são do nosso maior agrado.

Curgete, beringela e cogumelos são alguns dos ingredientes em maior destaque num conjunto que fornece uma alternativa saborosa aos que procuram novos sabores. E seguramente, ninguém vai sair com fome de uma refeição deste tipo.

Para acompanhar, foi sugerido um vinho vegan – que ninguém acuse esta casa de incoerência. Pato Frio rosé cashmere (13,95€), um Alentejo 100% Touriga Nacional de 2017 proveniente da Herdade do Ribafreixo e com a curadoria de Paulo Laureano. Com um muito característico perfume a canela, é um vinho de grande leveza e que ligou bem com as sugestões servidas.

Mas há mais na carta de bebidas, com destaque para uma grande variedade de cervejas artesanais, as quais ganham particular destaque na decoração do espaço.

Planos para o futuro? São vários para este novo projeto, desde logo uma pequena mercearia com, obviamente, produtos vegan para quem quiser cozinhar lá por casa – queijos, salsichas e caramelos são apostas para começar.

De realçar que este projeto também só é possível com a ajuda de Juliana Barcellos, sócia e esposa de Leo. É quem faz as entradas e organiza tudo, desde o pessoal até às mesas.

O Legumi Sushi Vegan é uma proposta diferente, com sabores diferentes – e saborosos – no panorama da oferta vegan de Lisboa e não só, e isso é de saudar. Todos têm aqui lugar, e em especial, quem gosta de cogumelos tem aqui um petisco. Vários, até.

Fotos de: Teresa Graça Moura

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Uber investe milhões de euros em Lisboa e quer contratar mais 200 colaboradores até ao final de 2021

A Uber chegou a Portugal em 2014 e, desde então, tem crescido sem parar.

Mother Burger abre quarto espaço com hambúrgueres 100% vegan em Lisboa

Podem saborear no local ou pedir para entrega em casa.

Lisboa é líder isolada na lista de autarquias com o maior número de queixas dos munícipes

Já São João da Madeira, Vale de Cambra, Arouca e Trofa mal registam queixas.

Bairro. Esta nova app entrega produtos de supermercado em 15 minutos no centro de Lisboa

Não há pedido de valor mínimo nem taxas de entrega.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes