Os melhores sabores de Itália ao som da melhor música? É no La Trattoria, pois claro

- Publicidade -

É este o rácio que O Mambo Italiano oferece a todos os que jantem e fiquem para uns copos a seguir.

Conhecido como o primeiro restaurante italiano em Lisboa, o La Trattoria está aberto desde dia 24 de abril de 1974 e, desde então, tem brindado os seus clientes com a verdadeira comida italiana, com um sabor irresistível.

Mas esta não é uma casa qualquer. Com imenso espaço no interior, com salas diferentes entre si – uma apresenta várias plantas no ambiente, a outra surge junto ao bar, onde há também uma bola de espelhos, e há ainda uma outra zona, onde se pode até criar um ambiente mais romântico – e uma esplanada, este restaurante reúne, logo à partida, os requisitos necessários para proporcionar uma experiência inesquecível aos clientes. Mas mais que o espaço, acima de tudo deve dar-se primazia à comida. E aqui nada falha.

A falha, na verdade, estava do nosso lado, uma vez que ainda não conhecíamos o local, mas aproveitámos o regresso do Mambo Italiano, ao nº79 da Rua da Artilharia Um, e lá fomos conhecer o que nos tinham “vendido”: os melhores sabores de Itália ao som da melhor música.

Para sermos totalmente sinceros, ainda comemos boa parte da refeição até a música arrancar – o serão devia começar às 21h, mas só arrancou por volta das 22h30 -, mas deu para perceber o conceito quando chegaram as nossas sobremesas. Basicamente, temos um DJ que vai metendo músicas italianas para dar seguimento à noite, começando numa toada mais soft, e que acabou por dar um toque especial quando chegámos às sobremesas, e depois começa a “carregar”, num momento que pode durar até por volta das 2h da manhã.

E podem ficar descansados: por acaso calhou-nos uma mesa mesmo ao lado da mesa do DJ, e consequentemente ao pé das colunas, mas nem por isso o barulho se tornou incomodativo. Ou seja, podem perfeitamente desfrutar da música enquanto falam com alguém. O ambiente fica mais festivo, é certo, mas sem exageros.

Em relação ao menu, irrepreensível. Começaram por servir duas maravilhosas bebidas, um cocktail e uma Sangria de maracujá, neste último caso a fazer lembrar o delicioso gelado Solero Exotic. Depois pedimos as entradas, e enquanto esperávamos, ficámos completamente encantados com o maravilhoso cheirinho trufado que estava no ar. Dias depois, ainda sonhamos com isso.

Quando chegaram as entradas, estas foram logo devoradas num instantinho, tão boas que estavam. Acabámos por pedir Bruschetta pomodoro com straciatella, tomate cherry assado e pesto de manjericão. Pedimos também a Piadina con vitello tonnato, que na verdade são umas deliciosas mini piadinas recheadas de fatias de vitela e “molho” secreto, de comer e chorar por mais. A carne da Vitela estava ótima e suculenta, quase ao ponto de se desfazer na boca, enquanto o “molho secreto” fez com que a piadina ficasse ainda com mais piada (desculpem, não resistimos).

Ainda veio uma terceira entrada, Rotolini La Trattoria, que não é mais que um rolinho de massa de pizza dividido em pedaços com ventricina (salame originário do centro de Itália) mozzarella, orégãos e azeite de trufa. Lembram-se do tal cheirinho? Aqui estava ele, na nossa mesa. E a verdade é que o azeite de trufa dá um toque muito especial, dando um encanto particular a uma entrada que dificilmente iremos esquecer.

Passemos para os pratos principais. Com tanto por onde escolher, confessamos que foi difícil optar pela opção mais acertada, pelo que resolvemos fazer uma coisa: pedir um prato típico italiano e um prato dito mais “normal”, que se consegue encontrar em vários restaurantes. Ambas as opções passaram com distinção no nosso desafio, diga-se.

Uma dessas opções, e que provavelmente entusiasma menos ao ler, é mesmo o Naco de novilho grelhado com rúcula e queijo parmesão. Mas não se deixem iludir: preencheu (e muito!) todas as medidas. Desde um sabor fantástico, uma textura mesmo suave e cozedura no ponto, tornou-se facilmente uma das melhores carnes que já devorámos – e olhem que já fomos a restaurantes ditos “especialistas” em carne. A acompanhar, umas deliciosas batatas fritas que nos deixaram rendidos: tinham queijo parmesão e azeite de trufa branca. Melhores batatas de sempre.

A outra opção? Uma pizza, pois claro. Neste caso a Pizza Mortadella al Tartufo, que leva mozzarella, ricotta trufada, mortadela, tomate seco e azeite de trufa branca. Uma fantástica combinação de ingredientes, onde se destacou claramente a ricotta trufada, a elevar ainda mais o prato. Apesar de somente termos provado esta pizza, deu bem para perceber o nível.

E porque tudo o que é bom tem um fim, este também teve: as sobremesas. Optámos pelo Tiramisú, que estava di-vi-nal. Fazer um verdadeiro tiramisú é algo difícil, até para encontrar aquele equilíbrio, e há até quem faça esta sobremesa com recurso a natas, ao invés de queijo mascarpone. Um tremendo erro. Neste caso tudo está certo: queijo mascarpone e café, molho de chocolate e frutos secos. Tudo isto a culminar com uma fatia muito generosa, que deu vontade de repetir mal terminámos a ultima garfada. Já o Brownie al Cioccolato e Noccioleo (brownie de chocolate com espuma de avelã e sorbet de framboesa) acaba por ser um clássico, principalmente quando a bola de gelado é bem escolhida, a fazer o pairing perfeito. Só não ficámos propriamente fãs da espuma de avelã em cima do brownie – acaba por criar um contraste estranho e que retira o foco do bolo em si. Mas tirando em cima, é também de repetir.

Para primeira visita, o La Trattoria passou com toda a distinção. Na verdade, só temos mesmo pena de não ter conhecido a casa há mais tempo. Mas agora que sabemos da sua existência, não hesitaremos em regressar… e a recomendar. Podem fazer as vossas reservas a partir do site oficial ou ligando para o 213853043.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes