Já viram um Tesla a andar em modo de condução autónoma total?

por Echo Boomer

Foi há uns dias que Elon Musk, fundador da Tesla, organizou o evento Autonomy Investor Day para apresentar aos investidores o novo chip Full Self-Driving Computer, também conhecido como Autopilot 3.0, e que promete revolucionar o mercado.

Para Elon Musk, este é o “melhor chip do mundo”. Além de ter sido desenvolvido pela própria Tesla (mas fabricado pela Samsung), este FSD é capaz de 144 biliões de operações por segundo, sendo sete vezes mais rápido que o processador da Nvidia utilizado até então, que alimentava o Autopilot 2.5. É também 20% mais barato no que toca a custos de produção, embora seja significativamente mais complexo que a geração anterior.

Adicionalmente, o FSD conta com Inteligência Artificial para ir registando toda a informação que vai acumulando.

Esta capacidade de condução autónoma total já é suportada pelos Model S e Model X desde 20 de março e pelos Model 3 desde 12 de abril, bastando depois receber uma atualização de software.



Embora originalmente os Tesla tenham a funcionalidade de piloto automático, que permite o funcionamento automático das funções de direção, aceleração e travagem quando existem outros veículos e peões na faixa onde circula, a capacidade de condução autónoma total está noutro nível.

De momento, se essa opção de capacidade de condução autónoma for selecionada na personalização do Tesla que desejam comprar, terão acesso a funcionalidades como:

  • Navegar em piloto automático: condução automática em autoestrada, da rampa de acesso à rampa de saída, incluindo interligações e ultrapassagem de automóveis que circulam a uma velocidade inferior.
  • Estacionamento automático: em paralelo e perpendicular.
  • Summon: o automóvel estacionado irá ao vosso encontro em qualquer local de um parque de estacionamento.

Já este ano chegarão as tão aguardas funcionalidades de reconhecimento e reação a semáforos e sinais de stop e condução automática em estradas de cidades.

Não acreditam? Ora vejam o seguinte vídeo.

À partida o sistema deverá funcionar igualmente bem em Portugal. E se por acaso estão a pensar adquirir um Tesla com FSD, o melhor é fazerem a encomenda do veículo o mais rapidamente possível. É que é já a partir de 1 de maio que acontece o primeiro aumento no Full Self-Driving, ficando consideravelmente mais caro ao longo do tempo.

Também pode interessar

Deixar uma resposta

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: