Instagram vai finalmente lançar ferramentas de monetização para os criadores de conteúdo

- Publicidade -

Mas não esperem ver essas funcionalidades disponíveis por cá nos próximos meses.

monetização

Quem segue os chamados influencers no Instagram, decerto já terá percebido que, de uma forma direta, estes não fazem dinheiro com aquela rede social, tendo de recorrer a formas alternativas de fazer render o seu conteúdo.

Por esta altura, praticamente toda a gente já terá passado por um post ou story com a hashtag #pub. Isto significa que esses criadores estão a ser pagos por marcas e empresas para falar de algo em específico na sua conta. E há também quem aproveite para promover links próprios, especialmente naqueles casos em que têm uma linha de produtos próprio para venda, como por exemplo peças de roupa.

Pois bem, eis que, finalmente, o Instagram lá se decidiu a criar novas ferramentas de monetização para os criadores. Numa primeira fase, serão alterações ao nível dos diretos e do IGTV.

A partir do próximo mês, os utilizadores que seguem os seus ídolos do Instagram vão poder apoiar os criadores com a compra de crachás (ver imagem acima) para demonstrar o seu apoio e contributo. Poderão comprar crachás de 0,99 doláres, 1,99 dólares e 4,99 doláres. Numa primeira fase, a totalidade do dinheiro angariado reveterá na íntegra para esses criadores de conteúdo.

Ainda sobre este caso em específico, os crachás irão aparecer junto do nome do utilizador que os adquiriu. Isto permite que se destaquem perante os outros comentários, pelo que os próprios influencers poderão agradecer em direto a quem contribuiu monetariamente.

Já na próxima semana irão chegar anúncios ao IGTV. Diz o Instagram que os criadores de conteúdo ficarão com 55% das receitas geradas. Neste caso, e numa primeira fase, os anúncios irão aparecer àqueles que virem um vídeo no IGTV, mas através do clique inicial no feed normal do Instagram. Cada anúncio terá uma duração máxima de 15 segundos, estando a ser testados os “spots” para onde colocar cada anúncio ao longo do vídeo. E claro, haverá a possibilidade de “saltar” o anúncio.

Como seria de esperar, estes recursos vão chegar primeiramente a um reduzido número de criadores nos Estados Unidos, escolhidos pelo próprio Instagram.

Já nos próximos meses, os crachás deverão ficar disponíveis em países como Brasil, Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Turquia, Espanha e México. Não se sabe quando é que estas ferramentas de monetização estarão disponíveis para os criadores de conteúdos portugueses.

- Publicidade -

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes