Huawei vai aumentar o investimento anual em Investigação e Desenvolvimento

A Huawei anunciou recentemente que vai aumentar o investimento anual em Investigação & Desenvolvimento (I&D) até 17,5 mil milhões de euros (20 biliões de dólares). O objetivo da marca é criar uma experiência de consumo de qualidade através de inovações à escala mundial.

Nos últimos dez anos, a Huawei investiu 394 milhões de yuans (50.25 milhões de euros) em I&D. Em 2017, o gasto total em I&D foi de 89,6 bilhões de yuans (11,3 mil milhões de euros), tornando-se na sexta marca que mais investe em I&D entre os gigantes da tecnologia.

No global, a Huawei detém 14 centros de pesquisa, 36 centros de inovação conjuntos em todo o mundo e mais de 80 mil funcionários de pesquisa que se dedicam à I&D. Fora da China, a tecnológica conta com centros de I&D na Alemanha, Suíça, Índia e muitos outros países. Além dos centros de I&D, a marca trabalha ainda com alguns dos melhores institutos de educação de todo o mundo de forma a impulsionar a tecnologia.

De notar ainda que, segundo dados do Escritório Europeu de Patentes, a Huawei foi a empresa que mais patentes registou na Europa, com 2.398 em 2017, superando as marcas da concorrência.

Segundo maior fabricante de smartphones do mundo

De acordo com os dados da consultora IDC, a Huawei assumiu recentemente o 2º lugar no ranking de maiores fabricantes de smartphones no segundo trimestre de 2018. No total, a empresa já vendeu mais de 100 milhões de smartphones desde o início do ano até 18 de julho.

Aposta em AI define a Huawei como pioneira

A Inteligência Artificial (IA) é a principal tendência do setor e um dos maiores desafios para os fabricantes, uma vez que, os utilizadores exigem cada vez mais aplicações de IA que tornem os dispositivos mais eficientes. A Huawei prevê que, até 2025, mais de 90% dos smartphones vão fornecer serviços inteligentes e altamente personalizados aos utilizadores.

Além do hardware, o EMUI da Huawei com base no sistema operativo Android foi projetado para suportar aplicações de IA. A estratégia é a de criar um ecossistema próprio sob o sistema Android. Para tal, a empresa lançou recentemente o GPU Turbo, uma tecnologia inovadora de aceleração de processamento de gráficos. Num futuro próximo, a Huawei vai lançar o GPU Turbo 2.0, sendo mais uma vez disruptiva na indústria dos smartphones.


 

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,843FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
632SeguidoresSeguir

Relacionados

Análise – Xiaomi Mi True Wireless Earphones

Apesar do design um pouco mais robusto e a curta autonomia apresentada, o preço dos Xiaomi Mi True Wireless Earphones faz com que sejam uma opção a ter em conta.

Análise – Xiaomi Mi Wireless Handheld Sweeper

A marca chinesa mais conhecida pelos smartphones não para de nos surpreender e, desta vez, temos uma “vassoura elétrica”.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Franquia Power Rangers vai ganhar filmes e séries à semelhança do MCU

O objetivo é ter um universo que se conecta ao longo das diversas adaptações, seja para o grande ou pequeno ecrã.

Análise – Xiaomi Mi True Wireless Earphones

Apesar do design um pouco mais robusto e a curta autonomia apresentada, o preço dos Xiaomi Mi True Wireless Earphones faz com que sejam uma opção a ter em conta.