Houseparty nega acusações de fraude: “Todas as contas estão seguras”

-

É uma das apps do momento, mas está também envolvida numa grande e recente polémica. Estão a surgir milhares de reclamações nas redes sociais de utilizadores que têm esta app instalada, alegando que as suas contas, em serviços como a Netflix ou Spotify, estão a ser pirateadas. Há ainda quem fale em roubos monetários de valores consideráveis.

Vamos por partes. A Houseparty é uma app norte-americana criada em 2016, cujo objetivo é o de fazer videochamadas com alguém, ao mesmo tempo que se jogam vários jogos. Devido ao isolamento social, esta app, que foi adquirida em meados do ano passado pela Epic Games, saltou para os tops das mais descarregadas do país nas lojas digitais da Apple e Google.

Houseparty

Ora, esta segunda-feira, e sem nada que o fizesse prever, começaram a surgir milhares de mensagens nas redes sociais, com especial foco na Twitter, alegado que a Houseparty é, na verdade, uma fraude. Há relatos de utilizadores que viram as suas contas de Spotify, Netflix, Facebook, PayPal ou Uber invadidas (muitos deles referem logins feitos a partir de países como a Rússia ou Polónia), e o Echo Boomer sabe da existência de um caso de um utilizador português que foi roubado em 1500€, mas sem que se garanta, de facto, que a culpa é da Houseparty.

“A todas as pessoas que têm a app Houseparty: Há pessoas a ser roubadas, entram nas contas bancárias delas através da app do banco, entram nas outras contas que tiverem, inclusive entram no telemóvel através da app. Apaguem a conta e apaguem a app!”, diz uma mensagem publicada naquela rede social e que também foi republicada no WhatsApp.

Entretanto, e via Twitter, a empresa garantiu que os dados não foram comprometidos: “Todas as contas da Houseparty são seguras — o serviço é seguro, nunca foi comprometido e não recolhe palavras-passe para outros sites”, diz a mensagem partilhada pela empresa.

Contudo, e apesar de recolher bastantes dados dos utilizadores (tal como acontece com outras redes sociais), não existem indícios de que, de facto, a app esteja comprometida. Pelo menos os responsáveis não o admitem até ao dia de hoje.

De resto, basta-nos esperar por novos desenvolvimentos. Em todo o caso, podem sempre desinstalar a app por via das dúvidas, e não se esqueçam de verificar os início de sessão das vossas contas. Em altura de quarentena, alguém pode perfeitamente dedicar-se a novos esquemas, pelo que tenham em atenção as vossas definições de privacidade.

- Publicidade -

Sigam-nos

10,451FansCurti
4,040SeguidoresSeguir
528SeguidoresSeguir

Mais Recentes

Depois de O Resto da Tua Vida, João André tem nova websérie no YouTube

Desta vez, o ator já não conta com a participação de Carlos Coutinho Vilhena, mas sim da sua namorada.

Mercadona abre loja em Santo Tirso a 25 de junho

Será a 12ª loja da cadeia de supermercados em Portugal e a 7ª no distrito do Porto.

Crítica – The Lovebirds

The Lovebirds possui duas prestações maravilhosas, mas tal não chega para evitar um filme aborrecido.
- Publicidade -