Hotel Turismo da Guarda vai ser integrado na rede de Pousadas de Portugal

- Publicidade -

Recorde-se que o imóvel foi destinado a venda e afetado ao programa Revive desde 2011, não tendo gerado interessados até à data.

Encerrado durante vários anos, o Hotel Turismo da Guarda foi um dos primeiros imóveis colocados a concurso no âmbito do Programa REVIVE. Em maio de 2018, foi assinado um contrato de concessão para a recuperação e exploração deste imóvel pelo consórcio composto pelas sociedades MRG Property e MRG – Construction, mas o projeto não avançou, devido a dificuldades financeiras com que o grupo concessionário se defrontou.

Já no ano passado, foi lançado um novo concurso que pretendia dar, finalmente, uma nova vida a este emblemático edifício da cidade da Guarda, projetado em 1936 pelo arquiteto Vasco Regaleira. Mas também não teve interessados.

Mas julho de 2022 trouxe boas novidades. A ministra Ana Manuel Mendes Godinho anunciou na altura que o Hotel Turismo da Guarda iria mesmo reabrir, sem contudo referir datas ou mais detalhes.

Esta terça-feira, dia 17 de janeiro, tivemos mais novidades, pois ficou-se a saber que o emblemático edifício será integrado na rede de Pousadas de Portugal e entregue à Empresa Nacional de Turismo, para reabilitação e subsequente exploração. O anúncio foi feito pelo Ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva, na Assembleia da República.

O Hotel Turismo da Guarda vê, assim, mais de 12 anos depois do seu encerramento, a solução final para a sua reabertura ao público.

Inaugurado em 1947, o hotel encerrou a sua atividade comercial em outubro de 2010 e, em abril de 2011, foi adquirido pelo Turismo de Portugal à Câmara Municipal da Guarda.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes