Hive Social – A nova alternativa ao Twitter, para quem gostava do Twitter

- Publicidade -

O novo fenómeno não é perfeito, mas está, para já, livre da toxicidade que se instalou na aplicação do passarinho.

Tempos difíceis para o Twitter, que desde a aquisição agressiva de Elon Musk da plataforma, se tem deteriorado, com falta de regras, estrutura e suporte, ao mesmo tempo que se começa a empestar de desinformação, contas suspeitas e toxicidade da extrema-direita.

Para os utilizadores mais entusiastas da plataforma, mas desconfortáveis em usá-la, começaram a surgir novas soluções, como o Mastodon, uma plataforma descentralizada de configuração mais avançada; o Koo, uma rede social muito semelhante ao Twitter, mas ainda com problemas de moderação, e agora o Hive Social, uma plataforma que, apesar de já existir desde 2019, só agora ganhou popularidade, tendo ultrapassado recentemente os 800 mil utilizadores em todo o mundo.

É, essencialmente, um clone do Twitter, focado na expressão individual e com regras comunitárias mais inclusivas, que defendem os direitos dos seus utilizadores, as suas identidades, culturas e credos. Tem como missão promover o respeito mútuo entre os utilizadores.

O que torna o Hive Social tão especial, no entanto, vai para lá da novidade e das suas guidelines mais progressivas, pois pega no que o Twitter tem de melhor e melhora em quase tudo. O feed principal é cronológico e não força a ver o que a plataforma quer que o utilizador veja, ou seja, aposta na personalização e na expressão individual. Conta ainda com uma página de exploração, não tem limite de caracteres e permite a edição das publicações.

Apesar das novidades, o Hive Social aparenta estar numa fase ainda embrionária, com alguns bugs na plataforma, como a atualização ocasionalmente lenta, o registo de “gostos” um pouco lento e um sistema de procura de utilizadores por trabalhar.

Ainda sem versão para computador, a Hive Social está, para já, disponível apenas para dispositivos móveis, no Android e iOS.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes